quarta-feira, 11 de agosto de 2010

Falsa quimera

Somos seres carentes e apaixonados,
sedentos de um eu diferente
que fosse mais que um simples eu cansado,

                           um herói, numa multidão de gente!

Ao longo da vida construímos esse eu,
Erguemos castelos, erigimos leis,
laboramos um ser inexistente,

                           um rei, numa multidão de gente!

Navegamos na crista das ondas
Enfrentamos os adamastores que nos defrontam
Caravelas condenadas ao naufrágio da vida

                          um mito, numa multidão de gente!

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...