sexta-feira, 18 de março de 2011

Quero ser o teu orvalho



Uma gota de orvalho

cai lentamente da folha de uma árvore.

Contemplo-a, embevecida.

Aquela pequena gota

é um reforço de vida.



De quantos gestos, pequenos e irreflectidos

depende a nossa vida?

Quantas palavras simples e inofensivas

mudam o rumo dos nossos passos?



Quero ser essa gota de orvalho,

seiva do nosso bem querer

que sacia e faz esquecer

um duro dia de trabalho.



Abraçar-te-ei lentamente

e o beijo que te darei

com ele a tua sede matarei

e alimentarei a tua mente.

(ao meu mais que tudo, Henrique Teixeira)

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...