quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

Abraço da noite




A noite espreita sorrateiramente
Pousando-me nos ombros o cansaço,
À espera que repouse no abraço
E separe o corpo da minha mente.

Os sentidos esmorecem levemente
Da energia só resta o estilhaço
Que nos fecha os olhos e pende o braço
Enlaçando-nos progressivamente.

E a nostalgia cresce no meu peito,
Lembranças pintam memórias no breu
Recordando os velhos sonhos desfeitos.

Aquele sonho, aquele sonho meu,
Que foi em tempos um sonho perfeito
Mas que o tempo, por si só, dissolveu.

16 comentários:

  1. Lembranças, sonhos ,tantas coisas que surgem na noite...Sonhos sonhados, momentos passados,tudo pro tempo se perde...


    LINDO! beijos,tudo de bom,chica

    ResponderEliminar
  2. Minha querida

    E como doi esse abraço onde a noite nos prende e nos envolve no mais perfeito vazio.
    Como sempre um poema escrito com a alma...e disse-me tanto.

    Deixo um beijinho com carinho
    Sonhadora

    ResponderEliminar
  3. Celia,mais que beleza de soneto nesse final onde o sonho se dissolve na noite!Ficou lindo!Bjs,

    ResponderEliminar
  4. Célia querida, passando para lhe fazer uma visita e ver as novidades por aqui... e tbm para dizer que estou sentindo sua falta lá no meu cantinho...

    Beijos no ♥...

    ResponderEliminar
  5. Oi Célia,
    Este poema me deu vontade de deitar e sonhar.
    Beijos 1000 e um restinho de semana maravilhoso para vc.

    www.gosto-disto.com

    ResponderEliminar
  6. Célia, escreves cada dia melhor!
    Este soneto, pleno de romantismo, conseguiu envolver-me.
    Parabéns!

    A isto eu chamo a lei das compensações, isto é, eu costuro e tu escreves poesia.
    Gosto de escrever, mas raramente me aventuro pelos trilhos da poesia. Sou, definitivamente, uma mulher de prosa.
    Um beijo, querida e fica bem.

    ResponderEliminar
  7. Oi Célia, tudo bem?

    Obrigada pela visita no meu blog, amei.

    Adorei esse poema, me vi em muitas frases, lindo

    um beijo carinhoso

    Regina Célia

    ResponderEliminar
  8. Um belo poema Célia, nostálgico sim, quantos sonhos se desfazem e quantos tantos são puro engano, às vezes na vida temos que seguir por rumos que não imaginávamos e os sonhos vão ficando pra depois, e quando pensamos que poderemos realizá-los muitas vezes é tarde demais, nossa perdoa divaguei demais, mas quem manda escrever tão bem, a gente sente na alma, beijos Luconi

    ResponderEliminar
  9. Bom dia minha encantadora amiga!
    Seu cantinho é simplesmente lindo e aconchegante,dar até para sonhar,kkkkkkkkkk
    Muito lindo quando podemos sonhar,mesmo que seja sonhos não realizados...mas que vale à pena sonhar,isso sim...
    deixo bjs para aquecer teu dia!

    ResponderEliminar
  10. Olá,Célia!!!

    Minha querida teu poetar é tão lindo,tão verdadeiro e intenso!!!!Gosto tanto!!!!
    A noite sempre desperta alguns sentimentos, nos traz lembranças...
    Beijos pra ti!
    Bom final de semana!!!Até segunda!
    *Fiquei sem energia elétrica, desde quarta à tarde por causa de um temporal com ventos fortes aqui onde moro.

    ResponderEliminar
  11. Que lindo...quanta magia nesse cantinho verde!!

    Tenha um Fim de Semana Iluminado!!
    Muita Luz!!

    ResponderEliminar
  12. Mais tarde volto para seguir...o blogger mandou, risos!!

    Beijinhos!!
    Paz e Luz!!

    ResponderEliminar
  13. Oi Célia,
    Hj tem uma surpresinha no blog para vc. Espero que vc goste.
    Beijos 1000 e um final de semana maravilhoso para vc.

    www.gosto-disto.com

    ResponderEliminar
  14. Humm...que vontade de repousar,sonhar,me deixar levar pelas boas lembranças...amei seu blog e vou seguir é claro,adoro poesias tambem tento rabiscar algumas no meu blog hihihihi,Beijos um lindo final de semana!

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...