sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

História de uma boneca de trapos



A velha boneca de trapos,
guardada numa velha arca,
tinha o peito em farrapos,
sentia-se triste e fraca.

Outrora, há muito tempo,
em grandes momentos de glória,
fora a princesa do vento,
protagonista da história.


Ao colo de uma criança
brincava, rodopiava,
com a secreta esperança
de que ela a estimava.



Mas a menina cresceu,
arranjou uma boneca verdadeira
e o seu sonho morreu
fechado numa arca de madeira.

E, fechada, entre lágrimas de tristeza,
sonhava, sonhava, sonhava…
com os tempos em que, princesa
do vento, por ele esperava, esperava…

Com o seu vestido mais belo,
aquele a pepitas de cristal bordado,
esperava o seu príncipe num castelo
e juntos partiriam no seu cavalo alado.

De quando em vez ouvia
recusarem a passagem do tempo,
mas só agora compreendia
quão depressa passara o seu momento.


E na velha arca de madeira,
sonhos foram estrelas apagando,
ilusões esmorecendo até à derradeira,
enquanto os seus olhos iam fechando.



Quem sabe, talvez um dia,
a boneca verdadeira crescesse,
vasculhasse a arca e a escolhesse
como a sua princesa da fantasia.



14 comentários:

  1. Me arrepiei toda!Emocionante e linda história da boneca e as fases...Muito legal! beijos,ótimo fds,chica

    ResponderEliminar
  2. Minha querida

    As recordações são momentos que guardamos para sempre dentro de nós, adorei a doçura do poema e deixo um beijinho.

    Sonhadora

    ResponderEliminar
  3. ♥✿⊱╮
    º°♥❤ °º♫
    °º✿ Amiga, infelizmente é a dura realidade da vida!!!
    Bom fim de semana!
    Beijinhos.
    Brasil
    º° ✿♥ ♫° ·.

    ResponderEliminar
  4. Oi Célia,
    O poema é lindo e me lembrou de minha primeira bonequinha, que ganhei aos 4 meses de idade e tenho até hj. Assim que as festas passarem quero mandar arrumá-la, colocar um belo vestido nela, e transformá-la em peça de decoração da minha casa.
    Beijos 1000 e um final de semana maravilhoso para vc.

    www.gosto-disto.com

    ResponderEliminar
  5. A Chica tem toda razão, emocionante a história, bom final de semana, beijos.

    ResponderEliminar
  6. Linda e contagiante história real das bonecas em nossas vidas Célia!!
    Beijos e boa noite!!

    ResponderEliminar
  7. Numa deliciosa história você nos mostra uma realidade presente em nossas vidas, adorei a tua forma de escrevê-la em belos versos, cadenciados, amei, eu tenho guardado alguns brinquedos da infância de meus para mim ainda pequenos, e às vezes os tiro da arca e juntos eu e eles recordamos os dias de apogeu, beijos Luconi

    ResponderEliminar
  8. ¨¨¨¨¨¨¨¨¨. *
    ¨¨¨¨¨¨¨¨¨ **
    ¨¨¨¨¨¨¨¨¨*o*
    ¨¨¨¨¨¨¨¨*♥*o*
    ¨¨¨¨¨¨¨***o***
    ¨¨¨¨¨¨**o**♥*o*
    ¨¨¨¨¨**♥**o**o**
    ¨¨¨¨**o**♥***♥*o*
    ¨¨¨*****♥*o**o****
    ¨¨**♥**o*****o**♥**
    ¨******o*****♥**o***
    ****o***♥**o***o***♥ *
    ¨¨¨¨¨____!_!____
    ¨¨¨¨¨\_________/¨¨
    Que en estas Fiestas renazcan el amor y la luz de la esperanza. Que la esperanza se transforme en maravillosa realidad.
    Dios te bendiga en esta Navidad, te conceda amor, paz y felicidad.
    Un Año Nuevo lleno de dicha y prosperidad.
    Es mi más cálido deseo para ti.
    ¡Felices Fiestas!

    ResponderEliminar
  9. Célia,vim agradecer a presença em meu espaço e desejar-lhe um Feliz Natal e, chegando aqui encontro esta linda postagem sobre a "Boneca de Trapo".Eu tive uma boneca feita de retalhos coloridos,que por acaso se chamava "Emília".Uma boneca esperta,criação de Monteiro Lobato e que até hoje me surpreende com as coisas que apronta.
    Gosto muito desse diálogo entre a Emília e o Visconde:
    “A vida, Senhor Visconde, é um pisca-pisca. A gente nasce, isto é, começa a piscar. Quem pára de piscar, chegou ao fim, morreu. Piscar é abrir e fechar os olhos – viver é isso. É um dorme-e-acorda, dorme-e-acorda, até que dorme e não acorda mais. A vida das gentes neste mundo, senhor sabugo, é isso. Um rosário de piscadas. Cada pisco é um dia.
    Pisca e mama.
    Pisca e anda.
    Pisca e brinca.
    Pisca e estuda.
    Pisca e ama.
    Pisca e cria filhos.
    Pisca e geme os reumatismos.
    Por fim, pisca pela última vez e morre.
    - E depois que morre – perguntou o Visconde.
    - Depois que morre, vira hipótese. É ou não é?”
    Coisas de bonecas de trapo.
    Um abraço...
    Emilinha

    ResponderEliminar
  10. Vamos nos unir a cada Dia um pouco mais
    estreitando nossos laços de amizade em longos
    abraços.
    Vamor fazer a diferença na vida de muitos
    que esperam com ansiedade uma palavra de amor e esperança.
    Vamos levar a paz onde persisitir a desunião.
    Vamos fazer uma prece para Deus pois desejamos
    um mundo melhor .
    Embora a própria humanidade perderam as esperanças
    e muitos já não sabe onde ficou sua fé.
    Que seu final de semana seja felicidade suprema.
    Que nossa amizade atravesse fronteiras levando amor.
    Beijos no coração.
    Evanir.

    ResponderEliminar
  11. Célia o tema é lindo e está muito bem trabalhado.
    Inexplicavelmente, tenho horror a bonecas... lembram-me crianças velhas.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  12. Sempre temos uma boneca guardada em nosso coração, ainda bem, assim seremos eternas crianças, porém a boneca é o começo de tudo pq nos ensina que podemos construir nossas familias, mimamos as bonecas e depois os filhos, com a boneca brincamos de ser adultas, de casinha, de panelinhas, de bonecas, por isso penso que as mulheres amadurecem mais rapido que o sexo masculino.....rs.......bjks...Gil

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...