segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012

Deitar os problemas ao largo



Bandos de gaivotas trespassam a minha cabeça
em voos de um azul petróleo estonteante,
e vejo em cada uma um problema que se libertou
e o céu enche-se de milhares de problemas
que se dissipam e parecem tão ínfimos no vasto horizonte.
Se a humanidade pudesse deitar os seus problemas ao largo,
deixando-os voar na vastidão desse céu de amor,
quem sabe eles não se dissipassem de vez
e se transformassem em estrelas abrilhantando a noite
e iluminando toda a escuridão humana...
Quem sabe...

13 comentários:

  1. Fiquei voando com tua foto e reflexão e quem sabe, mesmo!!! LINDO!!! Adorei! beijos, ótima semana,chica

    ResponderEliminar
  2. oi Célia,

    quem sabe...
    podiam mesmo os problemas se dissolverem,
    com a água,com o vento,
    num sopro,ou numa rajada...
    quem sabe...
    adorei!

    beijinhos

    ResponderEliminar
  3. Oi Célia,
    Que escrito lindo! Vou guardá-lo com carinho. Tb não conhecia o Tim, e eu amei a música.
    Beijos 1000 e uma ótima semana para vc.

    www.gosto-disto.com

    ResponderEliminar
  4. Ola Amiga,
    Este quem sabe, seria bem possível!
    Só basta o homem querer de verdade!
    Amei seu poema.
    Obrigada pelo carinho de sua presença.
    abraço amigo

    Maria Alice

    ResponderEliminar
  5. Interessante prosa. Quem sabe é possível..
    Tudo de bom
    Bjs

    ResponderEliminar
  6. Tenho sido abençoada com sua presença em minha vida
    com seu carinho no meu blog.
    Hoje venho desejar uma semana abençoada
    e deixar meu eterno agradecimento.
    Nunca esqueça leio sua postagem e trago comigo no
    meu coração.
    Hoje ñ estou conseguindo digitar.
    EU vou continuar te seguindo e te amando sempre.
    Aceite meu beijo no coração e meu carinho
    na sua alma.
    Evanir..

    ResponderEliminar
  7. É Célia,

    Quem sabe...!

    Lindo e reflexivo!

    Beijão.

    ResponderEliminar
  8. Lindo...viajei em suas palavras, imaginando a cena...beijinhos e ótima semana,
    Valéria

    ResponderEliminar
  9. Bom dia,Célia!!!

    Nossa querida!!!Um poema sublime!!!!!
    Desapegar,aprender o que precisamos e deixar ir, todos os problemas, as difículdades...senão corremos o risco de ter um filme só de coisas ruins passando em noss cabeça!Todo mundo passa pela dor e pelo sofrimento.Mas podemos escolher se eles nos pertubarão pelo resto da vida ou só no instante em que foi necessário.
    Beijos poetisa!!!Tudo de bom!

    ResponderEliminar
  10. Celia,que bonito pensamento!Se a humanidade visse os problemas como temporários, sabendo que são aprendizados e que logo passarão, sem dúvida haveria uma energia mais positiva em todo planeta!Gostei desse cantor, não conhecia1Musica suave e muito linda!Hoje vc está no Recanto dos autores!bjs,

    ResponderEliminar
  11. Olá amiga Célia! Me permites chamá-la assim? Quem dera toda esta esperança contida em teus versos iluminasse o coração dessa humanidade sofrida! Mas um dia a gente chega lá! Seja bem vinda! Uma 4ªF iluminada e repleta de bênçãos! Estou seguindo teu mosaico de seguidores e agradeço se retribuires me seguindo de volta em meu mosaico! Abraço fraterno e carinhoso!
    Elaine Averbuch Neves
    http://elaine-dedentroprafora.blogspot.com/

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...