quarta-feira, 27 de junho de 2012

Quando a alma anoitece



Resultado de imagem para anoitecer
(imagem do google)

A noite cai
qual manto negro
no rio que me corre
dentro do peito.
Sinto melodias presas
em grades cinzeladas
no coração.
E já nada flui.
Apagaram-se as lanternas
que faziam brilhar-me os olhos.
O desenho dos meus lábios
abertos num sorriso
perdeu os contornos,
é hoje algo indistinto.
O calor dos meus braços
já não abraça ninguém.
Os afetos ficaram aprisionados
no manto negro
do rio que me corre
dentro do peito.
                             Célia Gil

14 comentários:

  1. Linda e profunda poesia,Célia!Adorei, como sempre!!beijos,tudo de bom,chica

    ResponderEliminar
  2. Minha querida

    E como é bravio por vezes esse rio que nos amordaça o peito.
    Como sempre adoro ler-te.

    Um beijinho com carinho
    Sonhadora

    ResponderEliminar
  3. São lindas e interessantes estas poesias... adoro!
    bjinho amigo e continuação de boa semaninha!
    Joana Neves

    ResponderEliminar
  4. Oi Célia,
    O poema é lindo, mas tenho medo deste anoitecer da alma. Prefiro qdo a minha está ensolarada.
    xoxo

    Gosto disto!

    ResponderEliminar
  5. Celia,uma belíssima poesia e bastante comovente tb!bjs,

    ResponderEliminar
  6. Olá querida Célia! Que poema divino, um dos mais belos que já li! Amei totalmente! Ah, está rolando um super sorteio de uma bolsa da BO.BÔ lá no meu blog... Te espero, viu?
    Uma semana PERFEITA para você! Mil beijos, saúde e sucesso sempre.
    laylafonseca.blogspot.com

    ResponderEliminar
  7. Oi Célia, um lindo e profundo poema, acho que todos nós em alguns dias nos sentimos assim, ainda bem que passa né? rsss
    Beijos e lindo fim de semana!

    ResponderEliminar
  8. Uauuuuu!!!!!
    Que poema mais lindo e mais profundo!!!
    O jogo de ideias, as metáforas são perfeitas para demonstrar o sentimento do poeta:

    Destaco o trecho:

    "O desenho dos meus lábios
    abertos num sorriso
    perdeu os contornos,"

    Tudo muito lindo, sou sua fã!!!

    Bjs
    Chris

    ResponderEliminar
  9. OI CÉLIA!
    AINDA BEM QUE NA MAIORIA DAS VEZES O QUE O POETA DIZ EM SEUS VERSOS,
    SÃO APENAS INSPIRAÇÕES...
    LINDO E TRISTE CÉLIA.
    ABRÇS

    zilanicelia.blogspot.com.br/
    Click AQUI

    ResponderEliminar
  10. Olá,Célia!!!

    Versos lindos embora tristes!Em alguma momento da vida já nos sentimos assim...o bom é que passa.
    Beijos,minha amiga!
    Ótima semana!

    ResponderEliminar
  11. Olá minha querida !
    O verde como sempre para nos dar esperança...
    poema lindo !
    bjsssssssssss

    ResponderEliminar
  12. Estou assim hoje, mas penso ser só por hoje.
    Bjoks

    ResponderEliminar
  13. A sensibilidade e a poesia são a foz perfeita para esse rio desaguar. Beijinho

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...