quarta-feira, 11 de julho de 2012

Viver contraditório




Como é que às vezes,
alguém me sabe explicar,
somos forças da natureza
que tudo ousamos enfrentar?

Vem a incerteza,
vem a desgraça,
vem a tristeza
que nos estilhaça.
Vem um turbilhão
de pensamentos,
vem a confusão
de sentimentos.
Vem a ausência
que consome o peito,
vem a violência
de um coração desfeito.
Vem a solidão,
o vazio de morte…
E o nosso coração
não sei como é tão forte!

Mas se sou assim tão forte,
porque fraquejo por nada?
Porque perco de repente o norte
e me sinto desamparada?


Viver contraditório,
de questões irrespondíveis…
Uns dias é velório,
noutros, forças invencíveis.



13 comentários:

  1. Célia
    Parece que lestes o meu interior e fizeste a poesia.
    Somos todos tão iguais, fortes, fracos, medrosos e invencíveis.
    É a vida!
    A cada momento um lado surge.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Tão lindo, tantas verdades.Somos assim mesmo..Nem sei de onde tiramos força para aguentar as coisas que por vezes, a vida nos dá de "presente". Nessa hora, crescemos, ficamos fortes e, de repente, sem piscar, nos vemos fracas..

    Lindo! Tu expressaste a verdade me poesia! beijos,tudo de bom,chica

    ResponderEliminar
  3. Oi Célia,
    O poema é lindo! Concordo com cada palavrinha.
    xoxo

    Gosto disto!

    ResponderEliminar
  4. Segui as tuas palavras como sigo o meu pensamento andarilho.
    Gostei tanto!

    ResponderEliminar
  5. Célia,
    e assim somos feitos: de contraditórios!
    Belo poema!!

    Abraços,
    Carol
    www.umblogsimples.com

    ResponderEliminar
  6. Acho que descreveste na perfeição, como nos sentimos tantas e tantas vezes...
    :)

    ResponderEliminar
  7. Uau, você descreveu de maneira exata, de com senti por inúmeras vezes...amei...beijinhos Célia querida em seu coração.

    ResponderEliminar
  8. Olá minha querida Célia! Nossa, adorei seu texto, a coisa mais linda!
    Uma semana PERFEITA para você! Mil beijos, saúde e sucesso sempre.
    laylafonseca.blogspot.com

    ResponderEliminar
  9. ____0000000000______0000000000_____
    __000________000__000________000___
    _000___________0000___________000__
    000_____________00_____________000_
    000____________________________000_
    000___________GRACIAS__________000_
    _000____________POR____________000_
    __000____________TU___________000___
    ___000________AMISTAD_______000____
    _____000__________________000______
    _______000______________000________
    _________000__________000__________
    __________ 000______000____________
    ______________000000_______________
    ________________00_________________
    ____________★MaRiBeL★_____________

    ResponderEliminar
  10. Bom dia, Célia Gil. Contradições fazem parte da vida, das características dos seres humanos, e eu penso assim mesmo.
    Tem hora em que não conseguimos vencer o nosso interior tristonho nos entregando ao pranto, e outras, temos uma força indizível, que nem sabemos de onde vem, talvez do fundo da nossa alma, que resolveu reagir.
    Somos os opostos, e isso é no mínimo interessante.
    Bela poesia, parabéns!
    Te seguindo!

    ResponderEliminar
  11. É o risco de estar viva, é a vida em todo o seu apogeu, cheia de surpresas, repleta de inesperados.
    Beijo, linda

    ResponderEliminar
  12. Célia minha amada !!!!
    Família linda vc tem que me encanta ver no verde do blog e desejo um mundo pra ti verde tbm,cheio de esperanças de dias melhores...
    Será que seja na contradição que nos encontramos para viver ...
    bjsssssssssssssssssssssss

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...