sábado, 15 de dezembro de 2012

Desabafo



           

11 de Setembro, de 2000

Há quanto tempo tenho adiado estas conversas inevitáveis e que fazem transbordar da minha alma todo o anseio, a saudade, a deceção?!...


Pai, agora, na solidão que me envolve, tu, meu querido, ouvir-me-ás, onde quer que estejas, para além da tua ausência, onde possivelmente ainda velas por mim.


Não fui certamente a filha ideal, a mulher ideal, porque o ideal, talvez não o saibas ou não o queiras saber, é uma perfeição suprema, fruto de uma imaginação, para a qual se canalizam todas as frustrações pessoais. Não há perfeições supremas. Há virtudes e há erros, tal como há sol e seca, chuva e dilúvio. E, se em mim houve tantas vezes sol, outras tantas houve uma estiagem tão estéril que me deixou inativa e perdida. E, se em mim, tantas vezes, os ideais meus ou teus foram regados e fortalecidos pela chuva da vontade, outras tantas se tornaram temporais avassaladores, capazes de arrasar qualquer sonho.


Hoje, nesta pequena quinta do interior, olho tantas e repetidas vezes esta paisagem que foi nossa, que me esmago na solidão do meu ser cansado, para me reencontrar naquilo que fui, naquilo que tive e que faz parte de um passado que transporto até hoje e para sempre.


O dia termina. Estou cansada da noite. O meu desabafo embala-me e o sono espreita pelas janelas deste humilde quarto em que me encontro a conversar contigo.


(excerto inicial)

6 comentários:

  1. Profundo,tocante e lindo desafabo! beijos,ótimo domingo!chica

    ResponderEliminar
  2. Será autobiográfico? Sendo ou não, há tanto que gostaríamos de ter dito e não dissemos, que gostaríamos de ter feito e não fizemos.
    Belíssimo texto!
    Beijo

    ResponderEliminar
  3. Lindo desabafo! Uma ótimo domingo!
    Beijos,
    Carol.

    Curte a página do blog no face? CarolPaivaBlog fan page

    ResponderEliminar
  4. Nossa, achei bem profundo mesmo.
    Há dias em que estamos assim mesmo, sufocados por dentro, precisamos colocar as palavras no papel, expelir para o mundo externo toda a angústia.
    Beijos!
    http://perolairregulaar.blogspot.com.br

    ResponderEliminar
  5. ★ ♫♫

    Saudosas recordações, doces lembranças.
    Bom domingo!Boa semana!
    Beijinhos.
    Brasil

    ❊..(
    ✿.(,)
    ❊|::::|.☆¸.¤ª“˜¨
    ✿|::::|)/¸.¤ª“˜¨˜“¨
    ❊|::¸.¤ª“˜¨¨˜“¨
    ✿%¤ª“˜¨¨☆☆☆☆
    ❊#ª“˜¨ ☆☆☆☆☆

    ResponderEliminar
  6. Querida...
    Como sempre profundo seu desabafo...
    Meu coração neste momento também pede que eu faça o mesmo...
    Àlias só não consegui externá-lo como vc.
    Gde beijo no seu coração.

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...