terça-feira, 18 de março de 2014

Dias cinzentos


Há dias em que a luz
não brilha dentro de nós,
em que como a avestruz
só queremos ficar a sós,
fugir de tudo, ficar escondido,
sem saber bem o motivo,
em que tudo o que nos é dito
nos soa a adversativo.
Dias maus que chegam,
vêm, instalam-se em nós.
dias que nos desassossegam
mas que impõem a sua voz.
Têm grades invisíveis,
que nos impedem de nos mover,
nos tornam mais sensíveis
e com medo de sofrer.
O medo agiganta-se,
em nós o receio se impõe,
o dia acinzenta-se
e ao sol se sobrepõe.
E quando queremos sair,
estamos amarrados à tristeza,
deixamos até de sorrir,
presos à nossa fraqueza.
Precisamos de alguém
que nos liberte, nos dê atitude,
nos mostre de novo a amplitude
do brilho que o sol tem.

                             Célia Gil


6 comentários:

  1. Há mesmo dias assim! Neles, só com nossa reserva de luz interior, conseguimos estar bem,! Adorei te ver e ler! beijos,tuuuuuuuuudo de bom,chica( Estava com saudades!)

    ResponderEliminar
  2. Célia fiquei muito feliz ao te ver lá na minha casinha, amei, fazia tempo que por lá não passavas, sei que está no corre corre e eu também desde o falecimento de meu marido nunca mais voltei a ser como era aqui na net. Sabe estes dias cinzentos acontecem e tomam conta da gente de tal forma que não sabemos de onde tirar forças para os espantar e deixar o sol entrar, belo poema que fala muito bem de um estado de nossa alma, beijos Luconi

    ResponderEliminar
  3. Amada com saudades aqui estou para deixar um carinhoso
    abraço também dizer jamais esqueço de você minha amiga.
    Que tudo esteja bem contigo minha amiga poetisa.
    Um feliz final de semana beijos.
    Evanir.

    ResponderEliminar
  4. Muitas vezes só necessitamos de uma palavra de conforto, de ânimo,
    de alguém que dedique um pouco do seu tempo para nós.
    E são nessas muitas vezes que encontramos nossos amigos virtuais!
    Hoje venho te abraçar pelo dia do amigo virtual.
    Você é benção na minha vida.
    Quero estar em sintonia contigo
    por muitos anos .
    Como muito carinho deixei um mimo na postagem,
    simples mais de todo coração.
    beijos te agradeço pela nossa amizade.
    Evanir.

    ResponderEliminar
  5. Olá,
    Tem muitos dias assim mas tem outros que nem nos podemos dar ao luxo de senti-los sequer...
    Abraços fraternos e quaresmais

    ResponderEliminar
  6. Quem não tem esses dias? mas é na sombra que se ama mais a luz.
    Gostei muito da tua poesia.
    Beijocas
    Graça

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...