quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Nuvens de sofrimento



Nuvens escuras e carregadas
comprimem o sol nos seus braços
em abraços prisioneiros
que ofuscam doces alvoradas.

Sol comprimido em almas instáveis
carregadas de lágrimas prestes a chover,
lusco-fusco gradeado pela chuva
que engasga o sol com gestos hábeis.

Céu sedento de luz
que seque a alma alagada,
um raio fraco que seja,
numa nova alvorada.


15 comentários:

  1. Essas nuvens chegam até nós, nos tiram por momentos a paz...Mas passam! Chega a aurora! Lindo,beijos,chica

    ResponderEliminar
  2. olá Célia paz
    belo texto, um dia maravilhoso amiga.

    ResponderEliminar
  3. linda e amada amiga!
    Seu carinho exclama amor pelos amigos...
    nossa paz está dentro de nós,vamos pegar e arrastar para fora...
    bjsssssssssssssssssss

    ResponderEliminar
  4. Nuvens carregadas assim esperamos passar, e ela virá com certeza leve e serena para um dia de chuva mansa onde tudo parece ser perfeito, amei, beijos e bom dia

    ResponderEliminar
  5. oi Celia querida,

    mesmo que fracos os raios são luminosos,
    e isso nos conforta...
    obrigada por seu carinho comigo!

    beijinhos

    ResponderEliminar
  6. Bom dia,Célia!!

    BRAVO!!!!Amei esta poesia e a imagem perfeita!!!
    Que venha sempre a aurora, trazendo esperança!!
    Admiro muito teu estilo, é sempre um prazer vir aqui e ler-te!
    Beijos pra ti!!Agradeço sua presença amiga nos dois blogs!!Obrigada!

    ResponderEliminar
  7. Gostei do sol nos braços, comprimindo abraços prisioneiros.
    Não sei se te acontece, mas, quanto a mim, quando consigo uma construção inédita que me encha as medidas, quase levito.
    Beijo,
    Nina

    ResponderEliminar
  8. Oi Célia,
    Poema tenso e lindo!
    Beijos 1000 e um restinho de semana maravilhoso para vc.

    www.gosto-disto.com

    ResponderEliminar
  9. Oi Célia bom dia!
    lindo poema é maravilhoso acorda e ler um poema tão bonito como este... parabéns :)

    Beijinhos e bom dia!

    ResponderEliminar
  10. Dizem que passa, mas ninguém quer passar.

    Lindo poema


    Abraço

    ResponderEliminar
  11. Célia...

    Liberta teus sonhos, teus desejos e os teus amanheceres serão fantásticas alvoradas de luz...


    Beijos...
    AL

    ResponderEliminar
  12. Lindo depois que as nuvens passam por nós....
    Beijos!

    ResponderEliminar
  13. Olá Célia,
    Mas que belezura de poema!
    Por mais fraco que seja o raio solar ele sempre
    chega iluminando e aquecendo nossas almas.
    Beijos.

    ResponderEliminar
  14. Minha vida anda assim, com nuvens de sofrimento precisando de ums luz.

    ResponderEliminar
  15. Olá,Célia!!

    Tenha um ótimo dia querida!!
    Beijos pra ti!!
    *Tudo certo por aí?

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...