sexta-feira, 20 de julho de 2012

Marcas de solidão



(imagem do google)

A noite cai sobre nós de mansinho.
No seu alforge traz a solidão
e quando o abre, assim, devagarinho,
espalha o seu breu em qualquer coração.

Os lábios fecham sorrisos diurnos,
os fantasmas do passado regressam
e dormem nos nossos sonhos noturnos
sem que a fé e a realidade os impeçam.

É aí que a solidão nos abraça
e se espalha nas paredes do lar.
O medo cresce, a coragem esvoaça,

as certezas dissolvem no ar.
A vontade, a solidão a enlaça
e só volta quando o dia raiar.
                                      Célia Gil

15 comentários:

  1. Olá menina do sorriso verde !
    Nas marcas da solidão tem o preenchimento dos dias vividos em desejos...
    bjsssssssssssssss

    ResponderEliminar
  2. Maravilhosa poesia e expressão da sdoro te ler!!beijos praianos,chica

    ResponderEliminar
  3. Ola, passei aki para desejar a você um FELIZ DIA DO AMIGO! Desculpa por não deixar sempre um recadinho aki, "tempo" , mas não me esqueço do seu blog! ;)
    Abraço!

    ResponderEliminar
  4. Amiga
    linda poesia, feliz dia do amigo.
    beijinhos

    ResponderEliminar
  5. Boa noite amiga querida !
    Sabia que na bilheteria da vida os ingressos para comprar um amigo se encontra nos atos e atitudes e dai nos humanizamos .Por isso que te fiz de minha amiga.
    F*E*L*I*Z***D*I*A***D*O***A*M*I*G*O***!!!

    ResponderEliminar
  6. Lindo esse seu soneto.
    Ah, tempos de solidão. Sempre tão constantes e presentes. Principalmente durante a noite, vem nos acompanhar e nos envolver junto aos fantasmas do passado. Parecem nos conhecer muito bem e parecem possuir aquela mãozinha consciente que saber tocar bem onde fere, bem onde machuca. E que venha o sol e espante logo a solidão. Traga novas pessoas para o dia e traga um sorriso, marca de superação da solidão.

    Abraços.

    ResponderEliminar
  7. Célia, querida, já pensaste em compilar e publicar os teus poemas?
    Olha que para o próximo natal seria uma ótima sugestão de presente.
    Beijo

    ResponderEliminar
  8. Oi Célia,
    É bem verdade... nestas horas sinto falta de minha filha que está distante, de meu pai e minha mãe que já se foram, de minha madrinha que me criou...
    Bom final de semana!
    xoxo

    SORTEIO DOS SONHOS
    http://www.gosto-disto.com/2012/07/sorteio-dos-sonhos-dreams-giveway.html

    ResponderEliminar
  9. Lindo poema e nostálgico, sabe durante o dia a solidão existe só que conseguimos disfarçá-la, eu sei que não estarei só nunca, não só de verdade, pois quem leva dentro de si a amor nunca está realmente só, beijos Luconi

    ResponderEliminar
  10. Celia,soneto de amor e solidão muito lindo!Adoro seus versos!bjs,

    ResponderEliminar
  11. Célia, fiquei feliz com o rumo que estão a tomar os teus escritos.
    Talvez me aventure em algo semelhante.
    Beijos

    ResponderEliminar
  12. Amiga
    um maravilhoso dia na presença de Deus.
    bjs

    ResponderEliminar
  13. Olá,Célia!!!

    Que belo e intenso poema!Versos perfeito!
    Beijos!
    Ótima semana pra ti!

    ResponderEliminar
  14. Seus poemas sempre divinos
    eu já os conheço tão bem.
    Me perdoa a demora em visitar você minha amiga
    esta dificil ficar sentada no computador.
    Sempre vivo na esperança de um amanhã mais bonito.
    Beijos no coração saudades,Evanir.

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...