quarta-feira, 11 de julho de 2012

Viver contraditório

Célia Gil

Resultado de imagem para força da natureza
(imagem do google)

Como é que às vezes,
alguém me sabe explicar,
somos forças da natureza
que tudo ousamos enfrentar?

Vem a incerteza,
vem a desgraça,
vem a tristeza
que nos estilhaça.
Vem um turbilhão
de pensamentos,
vem a confusão
de sentimentos.
Vem a ausência
que consome o peito,
vem a violência
de um coração desfeito.
Vem a solidão,
o vazio de morte…
E o nosso coração
não sei como é tão forte!

Mas se sou assim tão forte,
porque fraquejo por nada?
Porque perco de repente o norte
e me sinto desamparada?


Viver contraditório,
de questões irrespondíveis…
Uns dias é velório,
noutros, forças invencíveis.
                                   Célia Gil

Célia Gil / Professora

É professora de português e professora bibliotecária. Gosta de ler e de escrever. Este é o seu espaço de partilha de alguns textos que escreve.

13 comentários:

  1. Célia
    Parece que lestes o meu interior e fizeste a poesia.
    Somos todos tão iguais, fortes, fracos, medrosos e invencíveis.
    É a vida!
    A cada momento um lado surge.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Tão lindo, tantas verdades.Somos assim mesmo..Nem sei de onde tiramos força para aguentar as coisas que por vezes, a vida nos dá de "presente". Nessa hora, crescemos, ficamos fortes e, de repente, sem piscar, nos vemos fracas..

    Lindo! Tu expressaste a verdade me poesia! beijos,tudo de bom,chica

    ResponderEliminar
  3. Oi Célia,
    O poema é lindo! Concordo com cada palavrinha.
    xoxo

    Gosto disto!

    ResponderEliminar
  4. Segui as tuas palavras como sigo o meu pensamento andarilho.
    Gostei tanto!

    ResponderEliminar
  5. Célia,
    e assim somos feitos: de contraditórios!
    Belo poema!!

    Abraços,
    Carol
    www.umblogsimples.com

    ResponderEliminar
  6. Acho que descreveste na perfeição, como nos sentimos tantas e tantas vezes...
    :)

    ResponderEliminar
  7. Uau, você descreveu de maneira exata, de com senti por inúmeras vezes...amei...beijinhos Célia querida em seu coração.

    ResponderEliminar
  8. Olá minha querida Célia! Nossa, adorei seu texto, a coisa mais linda!
    Uma semana PERFEITA para você! Mil beijos, saúde e sucesso sempre.
    laylafonseca.blogspot.com

    ResponderEliminar
  9. ____0000000000______0000000000_____
    __000________000__000________000___
    _000___________0000___________000__
    000_____________00_____________000_
    000____________________________000_
    000___________GRACIAS__________000_
    _000____________POR____________000_
    __000____________TU___________000___
    ___000________AMISTAD_______000____
    _____000__________________000______
    _______000______________000________
    _________000__________000__________
    __________ 000______000____________
    ______________000000_______________
    ________________00_________________
    ____________★MaRiBeL★_____________

    ResponderEliminar
  10. Bom dia, Célia Gil. Contradições fazem parte da vida, das características dos seres humanos, e eu penso assim mesmo.
    Tem hora em que não conseguimos vencer o nosso interior tristonho nos entregando ao pranto, e outras, temos uma força indizível, que nem sabemos de onde vem, talvez do fundo da nossa alma, que resolveu reagir.
    Somos os opostos, e isso é no mínimo interessante.
    Bela poesia, parabéns!
    Te seguindo!

    ResponderEliminar
  11. É o risco de estar viva, é a vida em todo o seu apogeu, cheia de surpresas, repleta de inesperados.
    Beijo, linda

    ResponderEliminar
  12. Célia minha amada !!!!
    Família linda vc tem que me encanta ver no verde do blog e desejo um mundo pra ti verde tbm,cheio de esperanças de dias melhores...
    Será que seja na contradição que nos encontramos para viver ...
    bjsssssssssssssssssssssss

    ResponderEliminar

Coprights @ 2017, Histórias Soltas Presas Dentro de Mim Designed By Templatein | Histórias Soltas Presas Dentro de Mim