quinta-feira, 12 de setembro de 2013

Perdi a paciência

     Resultado de imagem para viver
            (imagem do google)

    Perdi a paciência para as pessoas sem escrúpulos, as pessoas que se dizem amigas e que, à primeira oportunidade, dão mostras de invejar tudo o que se tem ou se é.
          Perdi a paciência para as pessoas que são amigas quando se está apenas na mó de baixo e que mudam radicalmente quando se está bem ou muito bem.
          Perdi a paciência para conversas triviais, sem essência, sem núcleo.
          Perdi a paciência para reclamações sem sentido, por tudo e por nada, por banalidades.
          Perdi a paciência para as pessoas que passam a vida a queixar-se de qualquer ínfima contrariedade da vida, quando têm o que é essencial, a saúde.
          Perdi a paciência para pessoas aborrecidas, que passam a vida a falar em trabalho, a criticar os outros e não conseguem rir com uma piada.
          Nos limites da minha paciência, resta-me paciência para as crianças, para os idosos, para risos descontraídos, brincadeiras inofensivas, sorrisos sinceros...Para aproveitar a vida!
                                                                                                                          Célia Gil


9 comentários:

  1. Certamente, com o andar da carruagem, vamos perdendo a paciência. Eu perdi pra falsidade, hipocrisia, por isso raramente frequento sociedade. Tens razão, perdemos sim! E ainda bem que resta um pouco, para outras coisas, que sabemos discernir! beijos,chica

    ResponderEliminar
  2. Olá, querida Célia
    Também tenho toda paciência para as crianças, idosos e gente que sabe ser gente...
    Bjm de paz e bem

    ResponderEliminar
  3. Célia, tenho pensado muito em ti! Pensamento sempre positivo, daqueles bons que se propagam e influenciam os acontecimentos.
    Quanto ao teu texto, amiga, eu tenho um método:
    SPAM!
    Alivia e liberta.
    Beijos

    ResponderEliminar
  4. Boas perspectivas, portanto!
    Pensamento positivi, sempre!
    Beijo

    ResponderEliminar
  5. Olá, Célia!!

    Bom tê-la de volta!! Bem vinda!

    Estou em completa sintonia com teu poema!!
    Também perdi a paciência! Nunca sou mal educada, mas não dou mais conversa para quem não é verdadeiro.
    Beijos e meu carinho!

    ResponderEliminar
  6. Perdi a paciência
    -------
    Eu costumo dizer: _'Perdi a paciência para ter paciência'.
    ------
    Felicidades
    Manuel

    ResponderEliminar
  7. Olá Célia,
    muito verdadeiro o teu texto. Guarda apenas o melhor das pessoas e concentra-te apenas naqueles que realmente contam, quando não as desilusões serão constantes... Há pessoas que vivem, sempre, de mal com os outros, vá-se lá saber porquê.... (ou até sabemos, mas que interessa?!). Bjos

    ResponderEliminar
  8. A mensagem anterior(assinada By Passadiço) era minha, Jesus
    Votos de um bom ano e nada de desânimos. Bjos

    ResponderEliminar
  9. Também já perdi a paciência muitas vezes.
    Mas... vamos adiante, de cabeça erguida,
    vivendo a vida com tudo o que temos para viver.
    abraço

    ResponderEliminar