quarta-feira, 3 de janeiro de 2018

Livro da vida

Célia Gil
Quando eu deixar de me importar
e tudo me for indiferente,
serei apenas mais um livro a fechar
uma história que se encerra para sempre.

Por agora quero tudo absorver,
todas as emoções de cada fragmento.
Não deixar nenhum capítulo por viver
e ser genuína como o vento.

Nesta grande biblioteca, que é a vida,
quero ser um livro repleto de histórias.
Numa estante grande e bem colorida,
quero fazer brilhar as minhas memórias.
                                                         Célia Gil

Célia Gil / Professora

É professora de português e professora bibliotecária. Gosta de ler e de escrever. Este é o seu espaço de partilha de alguns textos que escreve.

3 comentários:

  1. Lindo e vamos escrevendo página a página esse livro de nossas vidas! beijos praianos,chica

    ResponderEliminar
  2. Feliz Ano, Célia e que continues preenchendo as páginas em branco desse teu livro.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  3. Como ,e lindo e encantador o livro da vida.
    Gostei por demais do poema. Obrigada
    um grande abraço
    maria Alice
    www.mariaalicecerqueira.com.br

    ResponderEliminar

Coprights @ 2017, Histórias Soltas Presas Dentro de Mim Designed By Templatein | Histórias Soltas Presas Dentro de Mim