terça-feira, 18 de outubro de 2011

O meu mundo

Célia Gil

(imagem do Google)

Não sou antissocial, não!
preciso apenas de momentos
para me deitar com os meus pensamentos
e ficar a sós com a ilusão.
Mas são tão breves…
A realidade clama por mim
num clamor sem fim,
culpando-me: como te atreves?
E de mão em riste me aponta
o dedo da necessária responsabilidade
e eu que só queria tranquilidade
sinto um peso que me afronta.
Ó vida, dá-me um pouco de tempo
para ficar a sós comigo,
sem esse tempo eu não consigo
sem esse pouco mas santo tempo.
Os meus olhos só querem sorrir,
a minha mão fincar o papel,
com ideias presas num cordel
que esvoaça em todo o meu sentir.
Não sou antissocial, não!
Mas quero o meu mundo de poesia,
a minha breve fantasia
que inunda de felicidade o meu coração.
                                                 Célia Gil







Célia Gil / Professora

É professora de português e professora bibliotecária. Gosta de ler e de escrever. Este é o seu espaço de partilha de alguns textos que escreve.

9 comentários:

  1. E que seria do mundo sem a poesia? Alguns não gostam, mas porque não se permitem viajar em mundos fantásticos onde só a imaginação pode ir.
    Amiga, ando espaçando mais os comentários justamente para ter esse tempo, a net é tudo de bom e queria eu poder ficar só nela, mas a responsabilidades nos chamam infelismente.
    Queria poder fazer só o que gosto, poetar, ficar nos blogs, fazer cartões, mas o tempo não perdoa rsss
    Lindos demais teus versos, beijos no coração!

    ResponderEliminar
  2. Lindo e o teu mundo de poesia nos faz bem a todos...beijos,tudo de bom,chica

    ResponderEliminar
  3. Célia
    Dá um tempo! É essa a expressão usada pelos jovens, e nós temos que aprender com eles a pedir esta pausa. Imagino que para você é muito mais importante, pois são nestes momentos que crias lindas poesias e compartilha conosco.
    Abraços e uma boa noite!

    ResponderEliminar
  4. minha querida

    Como sempre um belo poema...e a poesia aconteceu.


    Deixo um beijinho com carinho
    Sonhadora

    ResponderEliminar
  5. É amiga,
    às vezes precisamos de momentos só nossos. Dar asas as nossas emoções, deixar voar livre toda a nossa sensibilidade. Os poetas não são antissociais, só buscam a solidão para expressar seus ais, fluir a imaginação.*-*
    Beijos

    ResponderEliminar
  6. Olá Célia,
    E como este momento é necessário para todos nós! Um momento só nosso, sem pressa ou culpas.
    Você traduziu lindamente a necessidade de ter seu momento para deixar extravasar a sua poesia.
    Ótima noite.
    Beijos.

    ResponderEliminar
  7. Olá,Célia!!

    E como precisamos deste momento!!!!
    Belíssima poesia e a imagem também!
    Beijos querida!!!
    Tudo de bom!

    ResponderEliminar
  8. Oi, amiga, eu te sigo, mas só hoje pude te visitar.
    Adorei o poema porque pra mim é importante dar um tempo, deixar um pouco a realidade de lado, "não, eu não sou antissocial, mas ...ó vida, dá-me um pouco de tempo*...quero a minha breve fantasia!"
    É lindo o que escreveste, me identifiquei com esse pedido urgente de tempo para sonhar e poetizar.
    Beijo da Mery*

    ResponderEliminar

Coprights @ 2017, Histórias Soltas Presas Dentro de Mim Designed By Templatein | Histórias Soltas Presas Dentro de Mim