segunda-feira, 24 de outubro de 2011

Leitora em gratidão



(imagem do Google)

Não sou a poetisa eleita,
a escolhida, a designada…
Muito menos sou perfeita!
Sou um ser humano que sente
e que gosta de escrever,
de partilhar, dar e receber.
Com simplicidade,
naturalidade,
de alma aberta,
escrevo o que sinto e penso
não o que a profissão me dita,
porque aqui fico desnuda do canudo,
que, para escrever, não é tudo.
As pessoas medem-se
pela grandeza interior,
e onde julgam estar a perfeição,
estarão sempre arestas por limar,
onde julgam estar grandes escritores,
estão projectos por alcançar.
Sou escritora de mim mesma,
para mim mesma,
e para quantos mais queiram apreciar.
Não sou Florbela, muito menos Espanca,
não sou Sophia, muito menos Andresen,
não sou Fernando, mas sou pessoa.
E a todos os que partilham comigo
o amor à escrita,
os que partilham o que são,
o que sentem, o que pensam,
o que ficcionam, o que elaboram,
o meu bem-haja
de leitora em gratidão!
                         Célia Gil

17 comentários:

  1. olá Célia paz
    você é muito linda, belo poema amiga. bjs

    ResponderEliminar
  2. Temos tanto a dizer, emt antas vozes, idiomas, pensares, sentires e quereres....
    Beijos e eu que agradeço por compartilhar conosco sentimentos imensos Célia.
    Boa semana!!!

    ResponderEliminar
  3. Bom dia,Célia!
    Tocar o nosso coração com as suas palavras é isso o que realmente importa, o resto?é resto.
    Uma ótima semana!
    Beijossss

    ResponderEliminar
  4. primeira vez que passo aqui e gostei mt! lindo o seu blog!
    bjs

    ResponderEliminar
  5. Olá Célia!
    Talvez o fato de ser uma escritora despretensiosa, que quer ser poeta apenas de si mesma, te faça escrever de maneira tão especial!
    Gostei tanto que fiquei.
    Bjos

    ResponderEliminar
  6. Oi Célia,
    Encantei-me com o que ressaltou em seu poema.
    Além da simplicidade e humildade, vejo uma escritora sensível e que toca corações com sua magia ao escrever.
    Beijos.

    ResponderEliminar
  7. Na verdade, Célia, vale o que se escreve o poeta. Tudo que brota da alma valente e delicada do poeta é o que conta independente de quem ele seja, se famoso ou não...
    Adoro seus poemas e isto é o que vale!
    Abraços

    ResponderEliminar
  8. Pois é amiga, e eu gosto muito de te ler, teus versos tem clareza, beleza e são tudo de bom!
    Beijosss

    ResponderEliminar
  9. Celia
    É e bem por isso que gosto muito de te ler e vir sempre aqui!Simples assim, minha linda poetisa. Bjkas em seu coração!

    ResponderEliminar
  10. Ah Célia, que lindo isso...ser autora de si mesma, já é um feito incrível! Ter ciência disso, ter o leme nas mãos...tantos passam por ela sem essa noção...

    É isso que te faz especial...Bjo e linda semana:}

    ResponderEliminar
  11. Olá,Célia!!

    Que belíssima poesia!!!
    Tua delicadeza e humildade encantam e fascinam!!
    Sou sua fã!Adoro suas poesias de amor e a sua consciência social que transforma em versos belíssimos!!!
    Beijos!!

    ResponderEliminar
  12. Aplausos querida!
    Concordo com tuas palavras e me identifico - também sou escritora de mim, inclusive, fiz um post hoje semelhante a este, apenas mais triste, pois a palhaça em mim, que teima em ser escritora, as vezes chora, mesmo sem saber o porquê.

    Lindo espaço!
    Estou seguindo, e te convido a conhecer o Clube, e concorra a 3 livros nossos dia 10/11.

    Beijos e voltarei

    ResponderEliminar
  13. Basta você dizer com a alma e já está fazendo poesia...
    Seu blog é uma beleza!

    Beijão

    ResponderEliminar
  14. Gostei de ter partilhado contigo as tuas palavras... muito!


    Beijos,
    AL

    ResponderEliminar
  15. Olá Célia
    Fazer poesia é retratar os sentimentos e isso você faz lindamente!
    Beijos e uma ótima semana

    ResponderEliminar
  16. Eu é que estou grata, eu é que agradeço.
    Beijo
    Nina

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...