quarta-feira, 12 de outubro de 2011

Exorcizar fantasmas

(imagem do Google)


Sempre rodeada de tanta gente
mas tão só e fechada no meu mundo,
sabendo eu tão bem que mesmo no fundo
vivo com os meus fantasmas na mente.

Concentro os pensamentos de repente,
fecho-me neles a todo o segundo
que me alheio da vida e até do mundo
corpo presente numa mente ausente.

Quem pode dos fantasmas libertar-me,
dos que fui criando ao longo da vida?
Só eu poderei, sozinha, ajudar-me

a exorcizar os fantasmas da vida,
quando eu própria conseguir enfrentar-me
e sair deste beco sem saída.
                                   Célia Gil

14 comentários:

  1. Infelizmente é só cada um de nós mesmo que pode exorcizar os fantasmas que nos seguem...

    Cabe vencê-los...

    beijos,tudo de bom,chica

    ResponderEliminar
  2. Não temos como livrarmos deles. Talvez compreendê-los e redimí-los de nós querida Célia.
    Beijos

    ResponderEliminar
  3. Um sótão com tantos restos da vida. Cada qual tem o seu.fato#

    Lindo poema,bem feito, doce, facil de ler e entender. Amei.

    Abraço

    ResponderEliminar
  4. Célia, esqueletos ou fantasmas no armário, quem os não tem?
    Obrigada pelo comentário docinho.
    Beijo da Nina

    ResponderEliminar
  5. Célia
    Forte e contundente, mas sem deixar de ser uma linda poesia. Bjkas com carinho!

    ResponderEliminar
  6. Oi,Célia!Todos nós temos nossos monstros anteriores que vez ou outra tentam nos assolar,mas eles vão e vem, não podemos deixar que eles tomem conta de nós.
    Beijossss

    ResponderEliminar
  7. Célia
    Os fantasmas, quem não os tem?
    Ou convivemos com eles ou exorcizamos de nossas vidas.
    Já estou ficando fã das músicas portuguesas, adorei ouvir Pedro Abrunhosa!
    Beijos

    ResponderEliminar
  8. Olá,Célia!!

    Momentos como estes nos fazem parar e repensar a vida...e como é difícil exorcizar os fantasmas...mas com certeza é algo que cabe a cada um...não tem como ser ajudado ou ajudar...
    Mas vamos seguindo,acreditando e venceremos!
    Beijos pra ti querida!!!
    Te admiro muito!

    ResponderEliminar
  9. Olá Célia,
    Gostei muito da letra e da melodia da música, que tem tudo a ver com o belo soneto.
    Todos nós temos nossos fantasmas e é bem difícil nos livrarmos deles. Creio que o caminho foi traçado no soneto: somente a nós cabe tentar exorcizá-los através de um confrontamento com o nosso EU. Tarefá árdua, mas não impossível.
    O que não é recomendável é nos fecharmos neles, tornando-nos alheios à vida que nos espera.
    Adorei o soneto.
    Beijos.

    ResponderEliminar
  10. Celia,que bela sua poesia e muito real!Todos temos algum fantasma a ter que exorcizar em nossas vidas!Lindo tb o video que escolheu!Bjs,

    ResponderEliminar
  11. Olá Célia

    Belíssimo!

    Bjooooooooooooo......................
    www.amigadamoda1.com

    ResponderEliminar
  12. Oi, Célia!

    Esses monstros existem, não é, amiga? mas particularmente tenho um remedinho muito bom para tratar deles...rs
    É relativa, essa história de termos que exorcizá-los sozinhas, sabe? Dependendo da natureza deles, uma ajudazinha pode ser muito bem-vinda, seja de amigo, familiar, leituras...
    Mas o meu remédio contra os fantasmas do passado chama-se Jesus Cristo, e é, literalmente, um Santo remédio!
    Celinha, a gente se perdeu um pouquinho, minha querida, mas é que estou organizando uma postagem enorme, para convidar amigos recentes como você, para participar de um Projeto meu que já está quase se tornando um livro (edição e tudo!)
    Vou ficar muito satisfeita se você aceitar, viu? Venha conferir.
    Um beijo grande, deste lado de cá do lindo oceanão azul que nos separa...rs

    ResponderEliminar
  13. Também estou precisando exorcizar alguns que andam por aqui, muito bom te ler.
    Beijos e lindo dia!

    ResponderEliminar
  14. Olá Célia! Se somos nós a criar os fantasmas também devemos ser nós a destruí-los! Gosto!
    Beijinhos e bom fim-de-semana!

    ResponderEliminar