domingo, 3 de setembro de 2017

Tardes de verão

Célia Gil


Nas tardes de verão, na cidade,
tardes que nos fazem companhia,
é poderosa esta acalmia
que entra por mim adentro e me invade.

E o coração sussurra ao ouvido
uma lenta canção de embalar.
Sinto cada músculo relaxar,
tudo o que preocupa perde sentido.

Contemplo o sol projetado em cada monte,
uma brisa fresca chega, como uma carícia.
Esqueço o mundo, a maledicência e a malícia
que, como o sol, se dissipam no horizonte.

                                                    Célia Gil

Agradeço muito ao eu filho mais novo, que me ajudou a atualizar o meu blog. Gostaram? 


Célia Gil / Professora

É professora de português e professora bibliotecária. Gosta de ler e de escrever. Este é o seu espaço de partilha de alguns textos que escreve.

8 comentários:

  1. Parabéns pelo novo visual do blog! Focou lindo! Bom contar com a ajuda do fiho,né? E a poesia? Muito linda, como sempre.Isso não muda! Vale ler! bjs, tudo de bom,chica

    ResponderEliminar
  2. Adorei ver teus amores... Lindas fotos e até o HULK! bjs

    ResponderEliminar
  3. O novo visual está fantástico!
    A calma destes espaços tranquilizam realmente.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  4. Gosto muito deste novo visual do blog!!! e do poema também.... Beijinhos, um dia destes vou fazer-lhe uma visita ...

    ResponderEliminar
  5. Oi Célia,
    Amei o poema e o blog ficou muito bonito! parabéns!
    Bjs

    ResponderEliminar
  6. Em tardes de verão to pode acontecer inclusive nada... mas só o verão e a tarde já é muita coisa!...

    ResponderEliminar
  7. Um poema tão belo como o entardecer, que tem sempre um encanto muito especial.
    Ficou lindo o visual do seu blogue.
    Beijinhos
    Maria de
    Divagar Sobre Tudo um Pouco

    ResponderEliminar

Coprights @ 2017, Histórias Soltas Presas Dentro de Mim Designed By Templatein | Histórias Soltas Presas Dentro de Mim