terça-feira, 31 de outubro de 2017

Reflexão

Célia Gil

Não somos nada, nunca tenhamos pretensões de o ser. Estamos sós quando mais precisamos, ainda que rodeados da gente de  "a mim a mim".  Em último lugar... Remetemo-nos para último lugar... De resto, somos sombras de gente que desconhecemos. Escombros postos de lado, sem credibilidade. Vivemos uma vida que não é nossa, que não é a dos contos de fadas. A indiferença, a incompreensão pautam, de dia para dia, cada vez mais, a nossa vida. É fácil apontar o dedo em riste e atirar culpas, difícil mesmo, é a preocupação advinda do carinho, aquele que não pede nem exige satisfações, apenas compreende...
                                                                                                                  Célia Gil

Célia Gil / Professora

É professora de português e professora bibliotecária. Gosta de ler e de escrever. Este é o seu espaço de partilha de alguns textos que escreve.

3 comentários:

  1. Tão profundas e lindas palavras! Adorei! beijos, de volta da praia,chica

    ResponderEliminar
  2. Mas também há solidariedade. Preciso acreditar.
    Obrigada pelo comentário docinho, sua linda.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  3. Bom dia, Celia
    Palavras lindas que nos fazem refletir.
    Um grande abraço para você nesta sexta.
    Verena e Bichinhos.
    https://interagindocomosbichinhos.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar

Coprights @ 2017, Histórias Soltas Presas Dentro de Mim Designed By Templatein | Histórias Soltas Presas Dentro de Mim