segunda-feira, 7 de maio de 2012

Sonho verde-cinza

Célia Gil

(imagem do google)

No meu sonho há um bosque
com retalhos de árvores
que teimam em recortar
nevoeiros cerrados.
Há névoas que se estendem
e que o tornam sombrio.
Bebo a inspiração
dessa fusão verde-cinza.
Por um lado, o verde
que rompe levemente
caminhos de luz
em nevoeiros lusco-fusco.
Verdes de cheiro a pinho
projetados como miragens
entre as paredes cinza do bosque.
Promessas sussurradas
por pequenas folhas atrevidas
qual veio de água
que espera ser encontrado
em terra arenosa e seca.
Por outro lado, o cinza dominante
que recorta monstros imaginários
no medo humano,
engole e absorve
o tímido verde,
as frágeis folhas ousadas
que teimam invadir os seus domínios.
mas, no meu sonho,
toco essas folhas insistentes,
sinto-lhes o cheiro húmido.
De repente, de tenras
partem, frágeis, nas minhas mãos,
caem no escuro chão
onde deixo de as vislumbrar.
Sinto o sonho
escorrer-me por entre os dedos
e os olhos fecham-se em nevoeiro cerrado.
                                                  Célia Gil

Célia Gil / Professora

É professora de português e professora bibliotecária. Gosta de ler e de escrever. Este é o seu espaço de partilha de alguns textos que escreve.

20 comentários:

  1. Tuas poesias faze-nos viajar. Tantas imagens, tantas palavras lindas, tudo na medida certa.Perfeita alquimia! beijos,chica

    ResponderEliminar
  2. Olá,Célia!!!

    Ah!!!Tão verdadeiro este poema!!!!Mas jamais podemos perder as esperanças,mesmo quando resta só um tênue fio dela!!!Somos frágeis,mas fortes na mesma proporção!Quanto mais acreditamos na nossa força,mais forte ficamos!!!
    Beijos, minha amiga!!!
    òtima semana pra ti!

    ResponderEliminar
  3. Sempre produtiva, sempre intensa, sempre profunda.
    Beijo

    ResponderEliminar
  4. Oi Célia,
    O poema é lindo, um sonho mesmo...
    Beijos 1000 e uma semana maravilhosa para vc.

    SORTEIO “Chá do Chapeleiro Maluco”
    http://www.gosto-disto.com/2012/04/sorteio-cha-do-chapeleiro-maluco.html

    ResponderEliminar
  5. De um dia meio cinza de outono, seria? Num sonho se pode até mudar a paisagem, pintar as cores do verão e da primavera no meio do verde, em meio ao cinza. Nos sonhos se pode tudo, soltar a imaginação, ter asas e voar...ser livre e cantar...mesmo em meio ao nevoeiro. Lindo poema. bjim e ótima semana.

    ResponderEliminar
  6. Célia
    lindo poema bem criativo.
    um dia maravilhoso repleto de paz, bjs

    ResponderEliminar
  7. Olá Célia,

    Lindo e repleto de intensidade.

    Sempre haverá o verde, rompendo caminhos de luz em nossa jornada.

    Beijos.

    ResponderEliminar
  8. Um bela poesia,muito bem narrada..Gostei..
    Beijos..

    ResponderEliminar
  9. Lindo poema colorido de verde cinza. Por muita cor que tenha a vida, o cinza sempre aparece, para enevoar o sentir. Adorei. Beijos com carinho

    ResponderEliminar
  10. oi Celia,

    adorei essa fusão de cores,
    de sentimentos,
    se inspiração...
    mesmo em meio ao nevoeiro,
    o verde cheirando a pinho...

    beijinhos

    ResponderEliminar
  11. Que maravilhosa inspiração Célia! Palavras que encantam!

    Beijos

    ResponderEliminar
  12. Lindo.
    Inspirar tanto no poema como na paisagem.
    Bjs

    ResponderEliminar
  13. Um poema absolutamente romântico. Muito lindo.
    Beijo

    ResponderEliminar
  14. Célia tua sensibilidade é imensa, nossa menina como você com este teu dom especial, sabe falar da beleza da paisagem e ao mesmo tempo entrelinhas mostrar o teu sentimento, tua alma, você é muito especial, beijos Luconi

    ResponderEliminar
  15. Ah minha Flor do narciso. Tudo bem?
    Teu bosque continua lindo!!
    Saudades...
    Bjs meus

    Catita

    ResponderEliminar
  16. .


    Domingo é o dia das mães,
    mas como o infortúnio não
    tem critério de escolha eu
    antecipei o texto justifican-
    do nele o nosso amor por
    elas.

    Espero você lá,

    Palhaço Poeta







    .

    ResponderEliminar
  17. Mais do que ser ternura
    É cativar corações e mentes.
    Mais do que ser luz,
    É colorir o universo de cores mil.
    Mais do que ser ponte
    É caminho seguro a seguir.
    Acima do bem e do mal
    Do que já houve
    Do que há
    E do que houver.
    É fonte de esperança
    É bênção insuperável
    Entre os seres, inigualável,
    De beleza extasiante
    Dando-se por inteiro
    Sem dia, hora, lugar
    É bela, é forte
    É fonte de amor
    É mulher.
    É mãe!
    Um feliz e abençoado Dia das mães.
    Tem um presente para você na postagem
    ofereço com muito carinho.
    Deus abençoe todas as mães do Mundo.
    Evanir.
    Amada estou com um poema seu postado desde dia 8 foi o escolhido para passar o dia das mães.
    Obrigada por deixar pegar seus poemas.
    Dessa vez foi escolhido pelo meu coração de mãe ...E sem mãe.

    ResponderEliminar
  18. Linda poesia,fala ao coração.Abraços de luz.

    ResponderEliminar
  19. Lindo texto.
    Vim lhe agradecer a presença.
    Parabéns pelo seu dia.
    Um grande abraço!

    ResponderEliminar
  20. OI CELIA GIL!
    NESTE BOSQUE COM CHEIRO DE PINHO, MESMO QUANDO SE ACINZENTA, O VERD PREVALECE E COM ISTO A VIDA LEVA A MELHOR...
    ABRÇS

    zilanicelia.blogspot.com.br/
    Click AQUI

    ResponderEliminar

Coprights @ 2017, Histórias Soltas Presas Dentro de Mim Designed By Templatein | Histórias Soltas Presas Dentro de Mim