terça-feira, 19 de junho de 2012

Sonhos seguros


Resultado de imagem para palavras
(imagem do google)

Enquanto a minha mão não me doer
Erigirei de palavras castelos
Fortes e de sentimentos bem belos
Para minh’alma se fortalecer.

Solidificarei bons sentimentos
De raízes sempre presas ao chão,
Que não quero subir sem direção
E cair do alto dos pensamentos.

Quero asas imbatíveis de um falcão
Para empreender meus sonhos seguros,
Asas que conheçam a direção,

Que sigam os meus instintos mais puros,
Conciliem emoção e razão
E tornem os percursos menos duros.
                                        Célia Gil

16 comentários:

  1. Linda poesia e hás de escrever por muito tempo palavras castelos erigidas por bons sentimentos ,sempre e cada vez mais!! Adorei! beijos,chica

    ResponderEliminar
  2. Que linda poesia, cultiva los mejores sentimientos! Beijos.

    ResponderEliminar
  3. Olá Célia querida! Nossa, gosto muito da forma que você escreve, esse poema é lindo!
    Adoro receber a sua visita e comentário lá no meu cantinho, muito obrigada!
    Dias ESPECIAIS para você! Mil beijos, saúde e sucesso sempre.
    laylafonseca.blogspot.com

    ResponderEliminar
  4. Tua palavra mostra a tua segurança.
    Tua poesia mostra o teu coração.

    Linda poesia Célia.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  5. Bom dia, Célia!

    Começar o dia lendo você, que delícia isso...

    Sim, as palavras que nossos dedos tecem dirigidas pelos nossos pensamentos não devem morrer, as mãos não envelhecem, ficam calejadas de tanto lapidar nossos versos brutos pela falta de ainda não ter vivido toda a nossa vida...

    Um ótimo dia, e obrigada pelo carinho!

    Bjs
    Chris

    ResponderEliminar
  6. Oi Célia,
    O poema é lindo. Tb tenho quereres muito parecidos.
    xoxo

    Gosto disto!

    ResponderEliminar
  7. Célia, já sabes, mas repito, o soneto é a minha forma poética favorita. E tu escreves como quem respira!
    Beijo

    ResponderEliminar
  8. Celia, um maravilhoso soneto sobre a alegria de escrever e a missão natural do poeta!Lindo demais!bjs,

    ResponderEliminar
  9. Olá Célia,

    Lindo o seu soneto!

    Que não lhe faltem asas seguras para o empreendimento desse belo voo!

    Beijo.

    ResponderEliminar
  10. Vindo do recanto das letras da Anne e adorando tudo aqui beijos!

    ResponderEliminar
  11. Obrigado pelo carinho sempre!beijos,tudo de bom,chica

    ResponderEliminar
  12. Enquanto tivermos sonhos e inspirações mesmo com as mãos a doer, escreveremos a vida em suas dimensões como nesses versinhos lindos que acabou de escrever, amei, beijos e bom dia amiga!

    ResponderEliminar
  13. Celia,relendo sua linda poesia e agradecendo sua participação no Recanto!bjs,

    ResponderEliminar
  14. Gostei muito da poesia, você escreve muito bem! É a primeira vez que visito e estou gostando...

    ResponderEliminar
  15. Una buona giornata e un felice fine settimana a Te...ciao

    ResponderEliminar
  16. Oi Célia, é sempre bom vir aqui e te ler. Adorei o texto!

    Beijos

    ResponderEliminar