quarta-feira, 11 de abril de 2018

Comer, Orar, Amar

Célia Gil

Gilbert, Elizabeth (2006). Comer, Orar, Amar. Lisboa: Bertrand Editora.



     Ao fazer 30 anos, Liz Gilbert, apesar de ter tudo o que uma mulher americana moderna deveria querer: um marido, uma casa de campo e uma carreira de sucesso, não se sentia feliz, passando horas a chorar.
     Este livro é sobre a vida da própria autora, que acabou por pedir o divórcio para se reencontrar. Apreciadora de boa comida, descrente e infeliz no campo amoroso, Elizabeth resolve fazer o que quer: deixar tudo, vender à sua Editora um livro que iria escrever, para empreender uma viagem de um ano a Itália, onde procurou o prazer de comer; depois à Índia, onde indagou a sua fé e finalizaria na Indonésia, em Bali, onde esperava encontrar o seu equilíbrio, o seu eu, através do amor.
     O livro é, então, dividido em três partes, uma dedicada a cada país que Liz determinou visitar.
     Começou por Itália, onde se dedicou à aprendizagem da língua italiana, que já antes começara a aprender e que constituía uma paixão e ao prazer de comer, prazer hoje tantas vezes negado (para não engordar). Em Itália redescobre o prazer de estar viva e sai da depressão em que se encontrava.
     Na segunda parte, passada na Índia, Liz passa por um momento mais introspetivo, num país que, apesar de precário, possui uma fé inabalável, procurando, na fé, respostas às suas questões pessoais.
     Na Indonésia, terceira e última parte, procura o seu próprio equilíbrio. Aí encontra Felipe, um homem brasileiro, pelo qual se apaixona. Encontrará Liz em Felipe o seu equilíbrio?
     Não deixe de empreender esta viagem que, de algum modo, nos leva a questionar se não seremos nós responsáveis pelas escolhas e decisões que vamos fazendo ao longo da vida, pela nossa própria vida e felicidade? Porquê esperar que a dor passe sem mexer uma palha? Não conseguiremos nós resolver os nossos conflitos interiores e ultrapassar as mágoas?

Esta é a minha sugestão de leitura.
                                                                                                Célia Gil

Célia Gil / Professora

É professora de português e professora bibliotecária. Gosta de ler e de escrever. Este é o seu espaço de partilha de alguns textos que escreve.

1 comentários:

  1. Belíssima sugestão de leitura,Célia! Ótiuma dica! beijos, linda semana! chica

    ResponderEliminar

Coprights @ 2017, Histórias Soltas Presas Dentro de Mim Designed By Templatein | Histórias Soltas Presas Dentro de Mim