sexta-feira, 21 de dezembro de 2018

A Água e a Águia, Mia Couto

Célia Gil

Couto, Mia (2018). A Água e a Águia. Alfragide: Editorial Caminho.


No livro A Água e a Águia, escrito por Mia Couto e brilhantemente ilustrado por Danuta Wojciechowska, tudo se passa e passo a citar “quando não era ainda nenhuma vez”, num céu de aves sobre o último rio do mundo.
Quando, certa vez, deixou de chover, a sede invadiu plantas e animais e tudo começou a morrer. Das aves caíam penas secas. Até que a águia mais velha teve uma ideia e, decidida a enfrentar a desgraça, engoliu a letra i da palavra águia e transformou-a na água com que saciou a sua sede. Imitada por todas as aves, começaram a saciar a sede nos iis até que estes acabaram por esgotar, voltando a sede a invadir e a dominar as águias. Sequiosas de letras, mas desconhecendo o alfabeto da vida, lançaram-se a todos os iis, deixando até o rio sem i.
Questionando-se sobre o que é a letra i, depois de muitas sentenças, foi uma avó águia que propôs uma solução que passo a citar “a letra i era uma mulher carregando água na cabeça. O que as águias iriam fazer seria regurgitar essa mulher." E esta águia avó, com as últimas forças que lhe restavam, subiu ao cume da montanha e regurgitou todos os iis que tinha bebido, voltando a encher o rio. Por isso as águias sobrevoam as montanhas e, ao som do seu estridente piar, caem iis como gotas de chuva.
Uma história brilhante pautada pela linguagem poética e metafórica a que já nos habituou Mia Couto. Um livro imperdível!
                                                               Célia Gil
                                                                                           

Célia Gil / Professora

É professora de português e professora bibliotecária. Gosta de ler e de escrever. Este é o seu espaço de partilha de alguns textos que escreve.

0 comentários:

Enviar um comentário

Coprights @ 2017, Histórias Soltas Presas Dentro de Mim Designed By Templatein | Histórias Soltas Presas Dentro de Mim