terça-feira, 24 de janeiro de 2012

Viagem ao meu ser

Célia Gil


(imagem do google)

Perdida nos meus pensamentos
reparo que, quando desperto,
não sei onde estou ao certo,
restam ocos e vazios fragmentos.

Reúno o que resta de mim,
guardo num saco bem fechado.
À proa de um barco apetrechado
parto por esse mar sem fim.

O vento desperta-me no rosto os sentidos,
traz-me de novo à tona da realidade,
não sei do que fujo, se da verdade,
da consciência ou de sonhos perdidos.

Sorvo e absorvo gotículas da água
que guia todos os meus sentidos
e pego no saco de sonhos esquecidos,
ocos e vazios fragmentos libertos de mágoa.

Livre, solta, leve, prossigo a viagem.
E nesta viagem que faço ao meu ser
sinto um novo eu renascer,
um eu que sente a brisa, a água, a aragem!

E tudo o resto é pura miragem!
                                               Célia Gil

Célia Gil / Professora

É professora de português e professora bibliotecária. Gosta de ler e de escrever. Este é o seu espaço de partilha de alguns textos que escreve.

21 comentários:

  1. Célia, uma viagem dentro de nós próprios sempre nos surpreende!...


    Beijos,
    AL

    ResponderEliminar
  2. Uma viagem maravilhosa, com muita sensibilidade. Muito bom seguir viagem sempre Livre, solta, leve, sem carregar malas pesadas na alma. Adorei o poema.
    Beijos e ótima semana!

    ResponderEliminar
  3. Sua amizade transformei na minha felicidade, Minha felicidade é ver sua
    visito no meu blog.
    Hoje não consigo expressar toda minha alegria, simplesmente mesmo levando
    uma colinha só para saber de você.
    Triste seria para mim se nem isso pudesse fazer mais ..
    Eu quero apenas estar sempre perto de você foi esse o unico meio que
    no momento Deus esta me permitindo.
    Um dia de paz e luz .
    Beijos meus no seu coração..Evanir

    ResponderEliminar
  4. Essa viagem que vale a pena,não? LINDO demais!escreves com sentimento e coração!Gosto muito de te ler!beijos praianos,chica

    ResponderEliminar
  5. Olá Célia,

    Esta viagem ao nosso ser nos traz leveza e é libertadora.

    O poema é lindo e profundo!

    Amei!

    Beijos.

    ResponderEliminar
  6. Célia que inspiração mais perfeita menina, ficou lindo, obrigada pelo teu carinho, faz um grande bem em minha alma, beijos Luconi

    ResponderEliminar
  7. Oi Célia,
    Amei o poema e viajei junto neste seu barco.
    Beijos 1000 e uma noite maravilhosa para vc.

    www.gosto-disto.com

    ResponderEliminar
  8. uma viagem a nos mesmo so nos fazem bem! bjs

    ResponderEliminar
  9. Só demonstra o quanto é uma pessoa evoluída e consciente de que quer cada vez mais melhorar.Uma bela poesia para nossa refexão,abraços!

    ResponderEliminar
  10. Célia,
    a coragem é o primeiro passo para realizarmos uma viagem como essa.
    Muitas vezes não queremos aceitar o que passa dentro de nós.

    Adorei a profundidade do poema.

    Uma excelente quarta-feira!

    Abraços,
    Carol
    www.umblogsimples.com

    ResponderEliminar
  11. Olá,Célia!!!

    Belíssima poesia querida!!!Gosto de fazer esta viagem...as vezes é dolorida, triste,mas sempre renascemos!!!E isso é o mais importante!!!!!!Beijos pra ti!!!tenha um ótimo dia!

    ResponderEliminar
  12. ...traigo
    sangre
    de
    la
    tarde
    herida
    en
    la
    mano
    y
    una
    vela
    de
    mi
    corazón
    para
    invitarte
    y
    darte
    este
    alma
    que
    viene
    para
    compartir
    contigo
    tu
    bello
    blog
    con
    un
    ramillete
    de
    oro
    y
    claveles
    dentro...


    desde mis
    HORAS ROTAS
    Y AULA DE PAZ


    COMPARTIENDO ILUSION
    CELIA

    CON saludos de la luna al
    reflejarse en el mar de la
    poesía...




    ESPERO SEAN DE VUESTRO AGRADO EL POST POETIZADO DE SIÉNTEME DE CRIADAS Y SEÑORAS, FLOR DE PASCUA ENEMIGOS PUBLICOS HÁLITO DESAYUNO CON DIAMANTES TIFÓN PULP FICTION, ESTALLIDO MAMMA MIA, TOQUE DE CANELA, STAR WARS,

    José
    Ramón...

    ResponderEliminar
  13. "Reúno o que resta de mim,
    guardo num saco bem fechado.
    À proa de um barco apetrechado
    parto por esse mar sem fim."
    Estou rumo a esse mar sem fim com meu saco bem fechado...
    lindíssimo poema!

    ResponderEliminar
  14. Linda mensagem.
    Viajar ao meu ser, devemos fazer todos os dias.
    Para reconhecer o que deu certo e reorganizar o que estiver errado.
    Um belo dia. Bjs

    ResponderEliminar
  15. oi Celia querida,

    linda viagem,
    adorei compartilhar com você...
    e o próprio reconhecimento é maravilhoso...

    beijinhos

    ResponderEliminar
  16. hi !!! :) :)

    I think that you have a great sense of style!! I love the design of your blog.... <3
    this post is so interesting!!! <3

    check out my blog if you want to follow each other!!! :) :)

    http://thechicetoile.blogspot.com/

    XOXOXO

    ResponderEliminar
  17. adorei o textinho rs
    ah e obrigada pela visita, pode voltar sempre que quiser, ok? bjks, Nícia.

    ResponderEliminar
  18. Olá,Célia!!!

    Tenha um ótimo dia querida!!!!!
    Beijos!!
    Tudo de bom!

    ResponderEliminar
  19. Bom dia Célia, essa é uma viagem necessária, amei a forma como você a descreveu, com a sensibilidade absolutamente aflorada.

    Beijos

    ResponderEliminar
  20. Ola Amiga!
    Linda Poesia!
    Quando fazemos esta viagem ao nosso ser, renascemos para um novo amanhecer, aonde tudo o demais é realmente uma miragem

    Tenha uma linda tarde
    abraço amigo
    obrigada pela sua linda presença
    Maria Alice

    ResponderEliminar

Coprights @ 2017, Histórias Soltas Presas Dentro de Mim Designed By Templatein | Histórias Soltas Presas Dentro de Mim