domingo, 18 de março de 2012

Dúvidas existenciais

Imagem relacionada
(imagem do google)



Nem sempre é fácil entender
tudo o que digo,
especialmente o que fica por dizer,
porque o que sou,
o caminho que sigo,
nem eu o chego a perceber.
O enigma do eu que me habita
será sempre uma interrogação
a pontuar-me a vida,
a questionar-me em vão.
E quem poderá afirmar
com toda a convicção
que o caminho a trilhar
está apenas na sua mão?
Tudo é incerto, até mesmo eu.
Tudo é mistério, muito mais a vida.
Tudo é incógnita, inclusive o céu.
Tudo é inesperado, até a despedida.
Se o que sou é uma linha insegura
delineada na folha em branco,
o futuro é uma névoa obscura
e o passado a prisão do desencanto.
E se para me encontrar,
tenho de sair de mim,
é a caneta que me irá guiar
nessa busca sem fim.
                               Célia Gil

7 comentários:

  1. Mistérios, incógnitas, surpresas...Tudo isso podemos ter quando deixamos a nossa "caneta" escrever em nossas vidas..Lindo!!beijos,ótima semana,chica

    ResponderEliminar
  2. Minha querida

    A vida é esse mistério...subir e descer degraus, sem nunca saber onde nos vão levar os nossos passos.

    Um beijinho com carinho
    Sonhadora

    ResponderEliminar
  3. Célia
    Que maneira sábia de conhecer os mistérios da vida, através da escrita para expressar os sentimentos.

    Agradeço pelas palavras carinhosas e apoio.

    Beijos e tenha um linda semana

    ResponderEliminar
  4. Que coisa mais linda!
    Tb é no papel que me perco e me acho,
    bjo

    ResponderEliminar
  5. Celia,vc é uma poetisa maravilhosa,que aprecio demais!Linda sua reflexiva poesia!Um prazer te ler sempre!Bjs e boa semana!

    ResponderEliminar
  6. oi Celia,

    adoro mesmo os mistérios e as surpresas
    que a vida nos reserva,
    deixo minha caneta escrever
    livremente...

    beijinhos

    ResponderEliminar
  7. "o futuro uma névoa escura, e o passado a prisão do desencanto"... adoreiiiiiiii...
    Boa semana.. beijos

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...