sábado, 24 de março de 2012

Sonhos (con)sentidos

Resultado de imagem para sonhos

(imagem do google)


Não me digas quem devo ser,
qual o melhor caminho a seguir,
como sou quero permanecer,
pronta a sonhar, a me iludir.

Não me digas que não acredite,
que não ouça o que quero ouvir,
que não me entregue, não me dedique
e que não tenho razões para sorrir.

Por que ousas desmoronar
os castelos que sempre erigi?
Como ousas destronar
os sentimentos que eu ergui?

Ante tuas feras realidades
tapo fortemente os meus ouvidos
ignoro de todo essas verdades
e sigo o que me dizem os meus sentidos.
                                                  Célia Gil

7 comentários:

  1. LINDO,como sempre!!!Por vezes não ver a realidade, fica com os castelos construídos na imaginação faz bem...Faz voar mais.

    Mas temos que enfrentar a realidade, com o sonho que sonhamos nela...beijos,chica

    ResponderEliminar
  2. Celia,eu adoro suas poesias e essa ficou linda!bjs e bom fim de semana!

    ResponderEliminar
  3. oi Célia,

    que beleza de poema,
    quantas vezes vem alguém desmanchar nossos castelos?
    mas nem assim desisto
    de construí-los,
    meu sonho é maior...

    beijinhos

    ResponderEliminar
  4. Que lindo,Célia!Eu não sei porque tem tanta gente no mundo uqe tem prazer em desmerecer o sonho dos outros,acho isso muito triste.
    Beijossss

    ResponderEliminar
  5. Lindo poema, amiga!
    Bela resposta aos oponentes.
    Suas escolhas, seus caminhos, são sempre seus! Ser feliz é o que interessa!
    Beijos

    ResponderEliminar
  6. Bom dia,Célia!!

    Perfeito minha querida!!!Versos lindos!
    Muito triste quem desmerece os sonhos dos outros...
    Mas vamos seguindo, sonhando,buscando e realizando!!!!
    Adorei!
    Beijos!

    ResponderEliminar
  7. Oi Célia,
    Nem sei o que dizer. O poema é lindo e tão EU!
    Beijos 1000 e uma ótima semana para vc.

    www.gosto-disto.com

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...