sábado, 14 de maio de 2011

Natureza

Célia Gil

(imagem do Google)

O sol quente de Verão brilha, sereno;
árvores frondosas sob céu ardente,
perpassadas de uma luz fluorescente,
cujo calor entranha no terreno.

Esta é a paisagem que nos rodeia,
que nos aquece a alma e o coração.
Os meus olhos flamejam de paixão,
e o meu ser estremece porque te anseia.

O Verão é já todo o teu vasto olhar;
as tuas faces são o céu a arder;
a tua boca calor a abrasar.

Ó Demónio, ó Deus, ó Natureza,
que tornaste indecente este meu ser
abraça-o para sempre com fereza!
                                             Célia Gil

Célia Gil / Professora

É professora de português e professora bibliotecária. Gosta de ler e de escrever. Este é o seu espaço de partilha de alguns textos que escreve.

5 comentários:

  1. Lindo soneto à natureza...beijos,tudo de bom,ótimo e lindo domingo,chica

    ResponderEliminar
  2. Lindo e humano!
    Cheio de calor e amor!
    Boa noite!
    Carla

    ResponderEliminar
  3. Ah o verão!Que saudades do verão!Calor, céu azul, praia....Tudo é tão mais vivo e colorido no verão!!!
    Beijos

    ResponderEliminar
  4. Olá amiga, como anda a vida? tudo cor de rosa? vim te convidar a participar do 4º Pena de Ouro o convite está na minha Ilha acima das postagens. Estou te esperando no ostra, seja como participante ou apreciadora da poesia. beijos no coração!

    ResponderEliminar
  5. Profundo apelo de desejo! Muito bom ler vc sempre!
    bj

    Catita

    ResponderEliminar

Coprights @ 2017, Histórias Soltas Presas Dentro de Mim Designed By Templatein | Histórias Soltas Presas Dentro de Mim