quarta-feira, 25 de maio de 2011

Quereres...

Célia Gil

(imagem do Google)

O meu cérebro acordou hoje
com as luzes fundidas.
Quero pensar…
Mas o discernimento
é uma névoa indistinta
no fundo dos meus olhos.
Quero sorrir,
mas o sorriso está contraído
por qualquer trejeito
que vem, assim, do peito
e morre antes de distender
os músculos faciais
num aberto movimento de felicidade.
Quero amar,
mas só vejo desprezo, inveja e ódio
à minha volta…
Quero ser feliz,
mas a felicidade é miragem
perdida na juventude,
quando ainda fazia projectos.
Tantos quereres, simples quereres
que, às vezes, se tornam inatingíveis…
                                                  Célia Gil

Célia Gil / Professora

É professora de português e professora bibliotecária. Gosta de ler e de escrever. Este é o seu espaço de partilha de alguns textos que escreve.

3 comentários:

  1. E amanhã um novo acordar com um novo olhar. E haveremos de encontrar motivos que valem à pena amar querida.
    Lindo!
    Boa tarde e beijos,
    Carla

    ResponderEliminar
  2. Lindo demais! Inatingíveis mas sempre na esperança de conseguir. Beijos querida.

    ResponderEliminar
  3. Olá!Mas a felicidade só existe para quem realmente crê nela, a felicidade não é ponto de chegada,mas sim a viagem.Todos os dias Deus nos dá uma nova oportunidade de recomeçar, aproveite a sua.
    beijossss

    ResponderEliminar

Coprights @ 2017, Histórias Soltas Presas Dentro de Mim Designed By Templatein | Histórias Soltas Presas Dentro de Mim