domingo, 29 de maio de 2011

Sol da poesia


(imagens do Google)
O sol abriu-se hoje
num amplo clarão de poesia.
Poisou os seus raios inspirados
nas minhas mãos de pedra,
implorando-lhes que escrevessem.
Mas eu estava fechada
no meu mundo deprimente
e não deixei que a poesia
entranhasse na minha pele.
Mas a poesia é paciente.
Sentou-se ao meu lado,
na relva do jardim,
embalou-me até adormecer.
Invadiu o meu sono,
remexeu no meu sonho,
até a sentir em mim.
A minha lágrima secou,
o sorriso abriu-se
e a mão procurou a caneta
para fazer a folha de papel
dançar ao som da poesia.
O sol da poesia
inspirou, finalmente, o meu dia!
                                            Célia Gil

5 comentários:

  1. E deu certo! A inspiração emocionou meu coração!
    Beijos e boa semana!
    Carla

    ResponderEliminar
  2. Que lindo!O sol lhe trouxe mesmo muita inspiração!
    Beijos e uma ótima semana!

    ResponderEliminar
  3. Lindo Célia.
    O sol com seus raios inspiradores pousando nas mãos de um poeta. Perfeito!

    Bjs no coração!

    Nilce

    ResponderEliminar
  4. BOM DIA CELIA.

    LINDO SOL, LINDA POESIA,
    INSPIROU O SEU DKIA.

    ENHORABUENA, Montserrat

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...