segunda-feira, 2 de maio de 2011

Aprender a aceitar a imperfeição

Célia Gil

(imagem do Google)



Quando sentimos que tudo é perfeito,
pensamos ter encontrado a paz.
Mas o mundo não é perfeito
e esses momentos são quimera…
De um momento para o outro
sentimos o chão fugir-nos,
tudo rui à nossa volta.
E a paz desmorona-se,
dissolvendo-se em partículas de nada.
Mas será a perfeição o ideal?

Provavelmente não!

A perfeição levar-nos-ia
à monotonia dos dias repetitivos,
conduzir-nos-ia à preguiça
face às escolhas a fazer,
todas tão perfeitas quanto irreais.
E o cansaço não nos deixaria
usufruir dos pequenos pormenores
que fazem toda a diferença.
Detenhamo-nos na irregularidade,
Aceitemos e apreciemos a diferença,
sedutoramente inigualável.
Fujamos dos estereótipos
e fruamos cada novo acontecimento,
aprendendo com os erros
e aceitando a imperfeição.
                                         Célia Gil

Célia Gil / Professora

É professora de português e professora bibliotecária. Gosta de ler e de escrever. Este é o seu espaço de partilha de alguns textos que escreve.

5 comentários:

  1. Oi amiga Celia!
    Adorei este seu texto poetico, muito bom mesmo! E obrigado por existir na blogosfera com seu belo blog.

    Vá até o meu novo blogue em:

    transpondo-barreiras.blogspot.com

    Um abraço grande

    ResponderEliminar
  2. oi Celia,

    muito lindo esse seu texto,
    devemos mesmo tentar aprender com nossos erros sempre

    beijinhos
    sabor
    garoa paulistana

    ResponderEliminar
  3. Olá amiga passei para vê as novidades e como sempre me deparo com belos escritos teus. Que tenhas uma semana poética. Beijos no coração!

    ResponderEliminar
  4. Essa é uma grande lição pra ficarmos em paz...

    Senão estaremos sempre "correndo atrás da máquina" pra perseguí-la e ela deve estar em nós...Aceitação...

    Lindo! beijs,ótimo dia,chica

    ResponderEliminar

Coprights @ 2017, Histórias Soltas Presas Dentro de Mim Designed By Templatein | Histórias Soltas Presas Dentro de Mim