terça-feira, 10 de maio de 2011

A solidão

Célia Gil

(imagem do Google)

Nos dias sombrios,
naqueles em que a chuva
nos arrefece a alma,
o arrepio invade a pele,
perpetuando a dor
e a cabeça lateja…
O vazio invade a mente
e nela semeia a solidão…
Há dias assim!
Em que a solidão se impõe,
nos invade e se apodera de nós,
de tal maneira que,
ainda que haja gente à nossa volta,
estamos sós,
sentimos a dor lancinante da solidão,
uma solidão afiada, dor aguda
que craveja a pele e a alma,
corrói-nos, deixando-nos à deriva…
                                         Célia Gil

Célia Gil / Professora

É professora de português e professora bibliotecária. Gosta de ler e de escrever. Este é o seu espaço de partilha de alguns textos que escreve.

7 comentários:

  1. Ás vezes a solidão é necessaria, é bom para escutar nossa alma...que poema mais lindooooooooooo!
    bjosssssss

    ResponderEliminar
  2. Boa tarde, querida amiga Célia.

    Dói muito sentir isso. O seu lindo poema carrega o peso dessa solidão. Desse vazio.
    Há tanto mistério nisso tudo, que fico pensando, se em alguma era, saberemos os porquês.

    Um grande abraço.

    Muito obrigada pela honra da sua visita.

    Maria Auxiliadora (Amapola)

    ResponderEliminar
  3. oi Celia! quanto tempo^^ lindo texto! faz uns 2 meses q n sei o q é solidão^^ bjsssssss

    ResponderEliminar
  4. Felicidade é igual a uma borboleta:
    quanto mais você corre atrás, mais ela foge…
    Daí um dia você se distrai e ela pousa em seu ombro!“
    ______________•____________•________________
    ;,,,_____________`._________.´____________,,,;
    “Y888888bo.._______:______:______..od888888Y“
    __8888888888b..____:_____:____.d8888888888
    __88888Y“__`Y8b.____`___´___.d8Y“__`Y88888
    _Y88888__.db.__.Yb.__“.__.“__.dY.__.db.__8888Y
    ___`888__Y88Y____¨b_(?)_d¨___Y88Y__888´
    ____888b___“““ _______(.)_______“““__.d888
    ___Y888888bd8g.““__…..“:“…..__““.g8bd888888Y
    _______“Y“___.8.___….d(?)b….___.8.___“Y“
    ________.!__.8“_.db_.d..“:“..b._db._“8.__!.
    __________d88__“__.8_(.)_8.__“__88b
    ________d888b__.g8._.(?)._.8g.__d888b
    _______:888888888Y“______“Y888888888:
    _______“!_8888888´________`8888888_!“
    _________“8Y__`“Y__________Y“´__Y8“
    ________“Y_______________________Y“
    ________!________________________!
    Por isso te desejo um bando de borboletas!!jinhossss Rosa

    ResponderEliminar
  5. Ah, Célia a solidão e suas garras afiadas enraizando dores nos corações que só deveriam guardar amor...

    ResponderEliminar
  6. Querida Amiga..
    A solidão muita vezes dói.
    Seu poema esta simplesmente lindo
    e falando de uma solidão triste na medida exata que estou sentindo.
    Um carinhoso beijo linda tarde,Evanir.
    www.aviagem1.blogspot.com

    ResponderEliminar
  7. Oi,Célia!AS vezes a solidão dói fundo no peito, podemos estar cercados de pessoas,mas aquela que nos faz mais falta está longe e isso dói demais...
    Beijoss

    ResponderEliminar

Coprights @ 2017, Histórias Soltas Presas Dentro de Mim Designed By Templatein | Histórias Soltas Presas Dentro de Mim