quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

O Relógio da Vida

(imagem do Google)

Todos os dias
a monotonia se repete,
as horas copiosas
são sempre iguais às de ontem.
Sempre o mesmo percurso,
sempre o mesmo caminho,
marcado pelo destino…

Pudera atrasar os ponteiros
do relógio, implacável,
enganar à força o tempo,
torná-lo mais permeável!

Vou sabotar o relógio,
subir ao cimo da torre da igreja.
Assim, cada um terá tempo
para fazer tudo o que deseja.

Vou invadir o tempo,
deixá-lo desnorteado.
Com a minha sedução
deixará de ser obstinado.

Levo os ponteiros comigo,
deixo o relógio em branco
e, se querem que seja franco,
deixá-lo-ei mesmo perdido.

E então, finalmente, terei tempo
para inovar os meus dias,
alegrar as horas,
alterar o percurso,
mudar de caminho
e dizer não ao destino!
                              Célia Gil

2 comentários:

  1. Achei fantástico esse desafio ao destino.

    Linda partilha, essa.

    Obrigada

    Rosangela

    ResponderEliminar
  2. Achei fantástico esse desafio ao destino.

    Grata pela partilha

    Beijo

    Rosangela

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...