terça-feira, 28 de junho de 2011

Irmã na dor

(imagem do Google)

Irmã,
chora a dor que nos consome,
o deserto árido das nossas almas,
que eu olharei em frente…
Eu não tenho tempo para chorar,
sou aquele pilar que não pode vergar,
sou a tua e a minha força.
E a vida que para nós acabou,
que nos deixou ao abandono,
espreita-nos novamente lá à frente.
Não será a mesma,
teremos sempre olhos tristes de solidão,
gemidos de dor guardados na garganta.
Mas a vida continua e lá à frente
há um futuro que nos espera.
Caminharemos juntas
até onde o destino nos permitir,
minha irmã na dor.

                                         Célia Gil


6 comentários:

  1. Texto lindo! Apesar da dor, o importante é seguir em frente.

    ResponderEliminar
  2. Lindo texto Célia!!
    A dor sempre passa e, às vezes, alguém nos ajuda a suportá-la e estes aõ mais que amigos, são irmãos.
    Beijos e bom dia!!!
    ;D
    Carla

    ResponderEliminar
  3. te agradeço o carinho e lindas palavras..
    tudo é muito aconchegante por aqui..
    beijos perfumados..

    ResponderEliminar
  4. É tão lindo esse poema, confesso q me arrepiei.

    ResponderEliminar
  5. O texto mostra o quanto uma irma nos ajuda nos momentos dificeis...

    Texto e imagem se complementam aqui... Dor e beleza em poesia.

    Bjs
    Chris

    ResponderEliminar
  6. Oi Célia,
    Adorei o poema, mas é triste, muito triste...
    Bjkas e uma ótima 4ª-feira para vc.

    www.gosto-disto.com

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...