quarta-feira, 6 de abril de 2011

Libertação de um apaixonado


(imagem do Google)
O amor que me tem preso
Por estar preso de amores
Já não tem amor, só desprezo
Já só me traz dissabores.

Por que me mantens nesta prisão
Alentando o meu querer
Se outro te prende o coração
E é dono do teu querer?

Liberta-me deste sofrer,
Solta-me as algemas da dor,
Quero voltar a viver
Livre do teu desamor.
                           Célia Gil

Sem comentários:

Enviar um comentário