quarta-feira, 6 de julho de 2011

Sou imperfeita

(imagem do Google)

Não me digas que sou a perfeição
Porque sabes bem que isso é falsidade.
Não digas que tenho o mundo na mão
À doce ilusão prefiro a verdade.

Deixa-me admitir que sou imperfeita,
Deixa-me acreditar que eu sou assim.
Não quero ser a escolhida, a eleita
Mas dar o que guardo dentro de mim.

Quero aprender com os erros e crescer,
Nos erros o castigo merecido
Para com eles eu amadurecer.

Quero levantar-me quando cair,
Deixar o erro sempre corrigido
Para conseguir erguer-me e seguir.
                                          Célia Gil

5 comentários:

  1. Lindo e todos assim somos...Vamos aprendendo a cada caída pela vida.beijos,chica

    ResponderEliminar
  2. Célia lindo. Sempre faço e nunca li em lugar nenhum o que belamente escreves: "Deixar o erro sempre corrigido"...
    Beijos,
    Carla

    ResponderEliminar
  3. Célia gostei muito da sua visita no café com bolachinha,apareça sempre lá....bonito seu texto,verdadeiro........apreendemos com erros e com os tombinhos da vida..
    muitos beijusss..
    titi

    ResponderEliminar
  4. Muito lindo. É com nossos erros que podemos evoluir.

    ResponderEliminar
  5. Bom dia querida, agradeço sempre sua presença em meu cantinho. Lindas palavras, parece que passamos quase toda a vida querendo crescer, em determinados momentos pensamos mesmo em estar retornando quando queremos ir...rsrsrsr. Mas na verdade a cada passo, uma nova descoberta, é só olharmos mais detalhadamente para dentro de si. Muitas vezes não nos deixam crescer com medo que venhamos a cair. bjim.

    ResponderEliminar