sexta-feira, 1 de julho de 2011

Mulher fantoche


(imagem do Google)


Todos se viram quando passas,
boneca vestida de trapos requintados,
lábios vermelhos, olhos carregados,
como enganas e como enlaças!

Cabelo negro, com extensões de veludo,
Chapéu de lado, acetinado,
Lábio de botox carnudo
Com gloss vermelho carregado.

És toda tu provocação,
cada milímetro pensado,
e no semblante enfeitado
não reflectes emoções.

És boneca ausente de sentimentos,
enfeitada com deboche,
que de tanto embelezamento
perdeu a vida e virou fantoche.

Fantoche telecomandado
que criou um ser inexistente
e com beleza aparente
nada pensa, nada sente
é mais um ser enlatado!
                               Célia Gil


13 comentários:

  1. Faço minhas as suas palavras. Caminhando nessa estrada poética com pessoas como você, isso sim dá prazer. Bjos. Um lindo dia.

    ResponderEliminar
  2. QUANTOS FANTOCHES TEM POR AÍ. QUANTAS VEZES NOS DEIXAMOS LEVAR COMO UMA BONECA SEM SENTIMENTOS, TENTANDO SÓ AGRADAR? QUANTAS VEZES NOS ESQUECEMOS E DEIXAMOS DE FAZER COISAS POR PENSAR NO QUE AS PESSOAS VÃO DIZER. AINDA BEM QUE ACORDEI! HOJE FAÇO E PENSO MAIS EM MIM, A VIDA VAI PASSANDO E SE DEIXAR VAMOS SENDO FANTOCHES. LINDA POESIA, GOSTEI MUITO.

    ResponderEliminar
  3. bom dia o tema do teu blog chamou-me a atenção gostei daqui e estou ficando.

    ResponderEliminar
  4. Que coisa mais triste essas mulheres fantoches,não? E temos muitas! Pena! beijos,lindo dia!chica

    ResponderEliminar
  5. Infelizmente amiga como ela muitas estão por ai... vim desejar um lindo dia para tu... te espero amanhã no Ostra e não esqueça de chamar os amigos. Abreijos...

    ResponderEliminar
  6. Oi Célia,
    Gostei do poema, embora não concorde com ele, pois a busca da beleza, ainda que da própria beleza, não exclui os sentimentos, pode e normalmente intensifica.
    Bjkas e um final de semana maravilhoso para vc.

    www.gosto-disto.com

    ResponderEliminar
  7. Olá,Célia!!

    Linda poesia, excelente crítica!!
    Tem tantas assim...pensam que aparência é tudo...que ilusão!Esquecem do mais importante, que é a essência que carregamos na alma!!
    Beijos pra ti querida!!
    Adorei!

    ResponderEliminar
  8. Minha querida

    Hoje passando apenas para agradecer o teu carinho e apoio...estou voltando e melhor...a amizade é um abraço apertado que nos aquece a alma.

    Beijinhos com carinho
    Rosa

    ResponderEliminar
  9. Minha flor do narciso

    Que belo trabalho desenvolvestes neste poema.
    Concordo que as "bonecas de pano" oferecem nada mais que um olhar de admiração, porém, não possuem o interior.

    Bj.

    Catia.

    ResponderEliminar
  10. Muito linda e interessante sua poesia, parabéns!

    ResponderEliminar
  11. kkkkkkk....conheço algumas Célia. A televisão está cheia delas...kkkk.
    Bela crítica!
    Beijos querida!!
    Carla

    ResponderEliminar
  12. Célia já está bombando a votação no pena de ouro, tens poesia concorrendo lá.. então agita a galera e não esqueça de trazer o selo participação e o premio Trovador Lírico.. beijos e um doce FDS

    ResponderEliminar
  13. mi querida celia, pásate por mi blog a recoger un premio con motivo de mi cumpleaños.
    Con ternura
    Sor.Cecilia

    ResponderEliminar