segunda-feira, 4 de julho de 2011

Futuro




Desta vida levas o que plantaste.
Bem ou mal edificas o futuro.
Levas o Bem se acaso o semeaste;
o mal, se acaso o bem tornaste impuro.

E quando a coragem quiser fugir,
algema-a e mantém-na em teu poder,
só assim conseguirás construir
o que da tua vida queres fazer.

À coragem uma pitada de paixão
junta, sem esquecer de misturar
persistência, engenho, arte e coração.

Faz de ti tudo o que mais desejares,
para que te possas sempre orgulhar
ao colheres tudo quanto plantares.
                                        Célia Gil

8 comentários:

  1. Bom dia,Célia!!

    Bravo, minha querida!!!!!
    Precisamos de mais gente que pense e viva assim,para que o mundo se torne um lugar muito melhor!!!Parabéns!!!
    Beijos!!

    ResponderEliminar
  2. Oi Célia,
    Um poema lindo e verdadeiro.
    Bjkas e uma semana maravilhosa para vc.

    www.gosto-disto.com

    ResponderEliminar
  3. Minha Flor do narciso,

    Temos que ter cuidado com o que plantamos né!!!

    Queria eu colher apenas rosas vermelhas... rsrsrs
    é ruim né!!!! Ai de mim rsrsrs, mas amei seu poema. Muito serio e real, versou uma super realidade .

    bjs

    ResponderEliminar
  4. é isso aí..
    realidade nos teus versos lindos..
    beijos perfumados..

    ResponderEliminar
  5. Lindo Célia!!
    o futuro começa smpre agora, no próximo passo que dermos.
    Beijos,
    Carla

    ResponderEliminar
  6. Esse ditado, "você planta o que colhe" é a mais pura verdade, o que se faz hoje irá repercurtir no futuro. É uma grande lição de Deus.

    ResponderEliminar
  7. Gracias celia por tus buenos deseos.
    Un poema muy bello, para mi la vida siempre a pesar de haber sufrido mucho, es bella y vale la pena dejarse vivir en ella.
    Con ternura
    sor. Cecilia

    ResponderEliminar
  8. Como se diz o velho ditado: Fazer o bem sem olhar a quem. Por ai vamos semeando, mesmo que outro venha a colher, o que importa é a semente florescer em cada jardim que adubamos. Abraços poéticos.

    ResponderEliminar