quinta-feira, 21 de julho de 2011

Atlântico

(imagem do Google)


Caminhando à beira-mar,
paro a cada momento
para contemplar
a sua grandiosidade,
a sua magnitude,
a sua profundidade.
Perco horas a apanhar
conchinhas, búzios e pedras,
pequenos presentes
oferecidos pelo mar,
jóias preciosas que guardo
no fundo do meu aquário,
como a recriação
deste universo marítimo,
para que possa contemplar
e sentir um pouco
a força das águas
e da beleza que encerram.
E mesmo as ondas fortes
são música nos ouvidos
e acalmam-me,
fazendo-me sentir em paz,
numa harmonia total.
E o meu perfume
é a brisa marítima
que se desprende
dos meus cabelos.
Como me revigoras
e como me confortas,
mar meu!
Atlântico de sonhos,
de grandes projetos,
de grandes feitos!

                      Célia Gil




6 comentários:

  1. Lindo texto!
    Uma escola literária do século XIX advoga a interação homem/natureza, numa estrada de dois sentidos.Como se mantem atual!
    Continuamos profundamente românticas (os) e este poema comprova-o, defendendo que um elemento da natureza condiciona e é condicionado pelos nossos sentidos e estado de espírito.
    Amo poesia, melhor dizendo, ler poesia, porque, por pura limitação, utilizo apenas a prosa, embora, porventura, poética, como forma de expressão.
    Beijo,
    Nina

    ResponderEliminar
  2. Ola amiga
    Que Lindo poema!
    Sim quando caminhamos a veira mar, algo nos faz sentir diferentes, mais fortes talvez, mais leves, eu diria nos encontramos com nós mesmos atraves de tanta coisa linda que o mar nos mostra.
    Tenha uma linda noite e muito obrigada pelo seu carinho lá no meu cantinho
    Maria Alice

    ResponderEliminar
  3. Que lindas imagens; que poesia suave, como o mar.

    Adorei; abração.

    ResponderEliminar
  4. CELIA


    a vida é mesmo composta de tudo do bom e do mau e tem um pouquinho de tudo para todos


    Com um beijo cheio de carinho


    Vida...
    Vida vivida...
    Vida sofrida...
    Vida cantada...
    Porque a vida...
    É composta de tudo...
    De choro...
    De riso...
    De carinho...
    E de alegrias...
    E muitas vezes...
    Mesmo sofrida...
    E pouco vivida...
    A vida...
    Tem sempre valor...
    Porque prevalece sempre...
    A vida...
    Vivida com alegria!...

    LILI LARANJO

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...