sexta-feira, 11 de março de 2011

Mea culpa


(imagem do Google)

Assumo! Também eu erro,
não sou a magna perfeição,
sou humana o quanto baste,
tenho os meus defeitos.
Sou teimosa até ao limite,
magoo mesmo sem querer,
sou exigente até ao extremo,
comigo e com quem me rodeia.
Exijo até à exaustão,
torno-me chata, aborrecida…
Mas que querem? É a vida!
Não somos todos perfeitos,
todos temos os nossos defeitos.
E, se os assumo,
é bom sinal.
Reconheço os pontos fracos,
tentarei mudar de atitude,
mas não me levem a mal!
Mea culpa, me confesso,
mea culpa, peço perdão,
eu sei e reconheço,
nem sempre tenho razão!
                                 Célia Gil

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...