sexta-feira, 18 de março de 2011

Quero ser o teu orvalho

Célia Gil

(imagem do Google)

Uma gota de orvalho
cai lentamente da folha de uma árvore.
Contemplo-a, embevecida.
Aquela pequena gota
é um reforço de vida.

De quantos gestos, pequenos e irreflectidos
depende a nossa vida?
Quantas palavras simples e inofensivas
mudam o rumo dos nossos passos?

Quero ser essa gota de orvalho,
seiva do nosso bem querer
que sacia e faz esquecer
um duro dia de trabalho.

Abraçar-te-ei lentamente
e o beijo que te darei
com ele a tua sede matarei
e alimentarei a tua mente.

(ao meu mais que tudo, Henrique Teixeira)
                                                          Célia Gil

Célia Gil / Professora

É professora de português e professora bibliotecária. Gosta de ler e de escrever. Este é o seu espaço de partilha de alguns textos que escreve.

0 comentários:

Enviar um comentário

Coprights @ 2017, Histórias Soltas Presas Dentro de Mim Designed By Templatein | Histórias Soltas Presas Dentro de Mim