sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

A cor da Primavera

Célia Gil


A Primavera toca com os seus raios de sol
o ser humano consumido pelo Inverno.
O seu esplendor faz renascer
o brilho nos olhos,
o viço no corpo,
a vida na pele.
A encosta entra em festa
num arco íris de cores em profusão.
Os pássaros entoam os seus cantos,
arvoredos dançam ao som da brisa.
As flores despertam para a vida,
Inebriando tudo em seu redor com seus odores.
Renasce a esperança,
a vontade, a fé, a confiança.
Recuperam-se as forças perdidas no longo Inverno,
o riso volta a encher-nos o rosto,
novos projectos parecem concretizáveis
e a vontade ganha proporções gigantes.
Tudo parece mais fácil, leve e possível.
Os sonhos despertam dos sonos escuros,
Num amarelo – dourado – laranja intenso,
brindam com néctar divino.
Despem-se os corpos do peso das vestes
que nos vergam e nas quais nos encolhemos no Inverno,
para ganhar a sensualidade, a cor e a leveza
que fazem a alma levitar
e desejar viver intensamente um novo despertar.
                                                                           Célia Gil

Célia Gil / Professora

É professora de português e professora bibliotecária. Gosta de ler e de escrever. Este é o seu espaço de partilha de alguns textos que escreve.

1 comentários:

  1. ADOREI SEU BLOG.DESCOBRI COMO MUITOS OUTROS POR ACASO.SIMPLESMENTE POR GOSTAR DE LER E REFLETIR.
    (CASNOCA@YAHOO.COM.BR)

    ResponderEliminar

Coprights @ 2017, Histórias Soltas Presas Dentro de Mim Designed By Templatein | Histórias Soltas Presas Dentro de Mim